Psicologia hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1652 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução



A doença e a hospitalização infantil afetam a criança fisicamente e emocionalmente. Ao ser internada, a criança tem sua rotina completamente mudada, ficando longe de sua casa, de seus amigos, de sua família, de seus brinquedos e como conseqüência disso, a criança pode manifestar medo, irritabilidade, raiva, ansiedade, desespero, demonstrando uma grande insegurança emrelação ao ambiente hospitalar. Sendo possível perceber na criança hospitalizada, o uso de alguns mecanismos de defesa, como o da negação, onde a criança nega o fato de estar doente, não contribuindo com o tratamento e apresentando atitudes reivindicadoras e agressivas.
Os familiares da criança doente sofrem com a dor de seu ente querido e com a mudança repentina que ocorre em suas vidas. A mãepassa a assumir um papel mais importante ainda para a criança hospitalizada, pois é ela quem geralmente acompanha a criança durante o processo de internação.
Este projeto contém informações que facilitam a compreensão sobre os processos psicológicos e emocionais que ocorrem durante o processo de hospitalização infantil e sobre a importância do apoio psicológico no sentido de minimizar osofrimento da criança e seus familiares que ocorre durante esse processo, facilitando também a adaptação dos mesmos a essa nova situação.




























Justificativa




A enfermidade e a hospitalização são situações que trazem não só sofrimento físico, como também sofrimento psíquico para a criança e aos outros envolvidos nesse processo.Com base nessa afirmação levanta-se o seguinte problema: qual a importância da atuação do psicólogo no contexto hospitalar? Diante da questão apresentada supõe-se que a criança muda seu comportamento diante da sua doença e do processo de hospitalização, surgindo sentimentos como medo, angústia, aflição, desespero, entre outros e que o apoio psicológico minimiza o sofrimento do paciente e de seusfamiliares, atuando, o psicólogo, como um facilitador no processo de adaptação do indivíduo à situação de doença e hospitalização.
A idéia de trabalhar esse tema surgiu em decorrência do interesse de averiguar como o processo de adoecimento e hospitalização é percebido pelo paciente infantil e seus familiares, quais as alterações no comportamento emocional que surgem diante desse processo ecomo o psicólogo hospitalar contribui na assistência do paciente infantil hospitalizado e através do desenvolvimento desse projeto, aprofundar meus conhecimentos sobre o tema, face ao interesse em atuar na área hospitalar.
























Objetivos



Objetivo Geral:


• Demonstrar a importância da atuação do psicólogo no contexto hospitalar na internaçãoinfantil.


Objetivos específicos:


• Descrever os processos psicológicos e emocionais presentes no processo de hospitalização infantil através de referências teórico-metodológicas psicanalíticas.
• Realizar pesquisas visando à ampliação do conhecimento teórico na área da psicologia hospitalar no setor da pediatria.
• Descrever os sentimentos vivenciados pelos familiares dacriança hospitalizada.
• Descrever os mecanismos adaptativos frente à doença e internação da criança.
• Vivenciar em campo.















Fundamentação teórica




A Psicologia. pode ser definida como o campo do entendimento e tratamento dos aspectos psicológicos em torno do adoecimento
Os primeiros registros encontrados no Brasil, referentes á pratica dapsicologia em hospitais, datam de 1954. A pioneira nesta área foi Mathilde Nedder, no Instituto de Ortopedia e Traumatologia DO Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, FUMSP. A equipe médica e de enfermagem desse hospital, percebeu a agitação apresentada por algumas crianças após a cirurgia, o que dificultava o trabalho de recuperação, fazendo com que a equipe...
tracking img