Psicologia experimental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1787 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO
Em 1932, B. F. Skinner, da Universidade de Harvard relatou uma de suas observações sobre o comportamento de pombos e ratos brancos. Para seus experimentos Skinner inventou um aparelho que depois de passar por modificações é hoje muito conhecido e utilizado nos laboratórios de psicologia, chamado como Caixa de Skinner. Baseado nesses experimentos desenvolveu-se este trabalho através de umacaixa virtual, utilizando-se um rato albino macho. Logo, através dos princípios de Condicionamento Operante propostos por Skinner, foram realizadas técnicas a fim de condicionar o animal em relação ao comportamento esperado, ou seja, o de pressionar á barra para a obtenção de alimento, sendo registrado em cada sessão um objetivo específico, gerando resultados conforme o esperado, entre eles, amodelagem de resposta de pressão à barra e a discriminação de estímulos. Contudo, o relatório direcionou-se a descrever algumas características básicas de Análise do Comportamento e demonstrou através de dados e gráficos, os resultados obtidos diante de seis sessões, as quais o comportamento do animal era modelado de acordo com os estímulos a ele apresentado, que, o por sua vez, foi capaz dealcançar com êxito o que se esperava em cada sessão.

Palavras-chave: Nível Operante; Modelagem; Reforçamento Contínuo; Extinção; Estímulos Discriminativo; Razão Fixa.

























SUMÁRIO




Resumo...............................................................................................1Sumário...............................................................................................2

Introdução............................................................................................3

Método.................................................................................................5Resultados...........................................................................................7

Discussão............................................................................................10

Conclusão…………………………………………………………………11

Referências Bibliográficas...................................................................12

Anexos……………………………………………………………………..13INTRODUÇÃO

O ser humano apresenta comportamentos como reflexos inatos, sendo eles uma preparação mínima que os organismos tem para começar a interagir com seu ambiente e para ter chances de sobreviver. Reflexo é uma relação entre estimulo e resposta, é a interação do organismo com o ambiente (MOREIRA; MEDEIROS, 2007).

Uma ação produz uma mudança no organismo, o reflexo é adinâmica de um estímulo e uma resposta, na qual o estímulo elicia uma resposta. Os comportamentos humanos não são diferentes; há que se considerar também a intensidade do estímulo e a magnitude da resposta. À medida que algo é intenso a magnitude da resposta se torna maior. Os reflexos em um primeiro instante foram analisados e observados pelo filósofo russo Ivan Petrovich Pavlov (MOREIRA; MEDEIROS,2007).

O termo “aprendizagem” pode ser mantido proveitosamente no seu sentido tradicional para descrever a redisposição de respostas em uma situação complexa. Termos para o processo de aquisição podem ser tomados da análise pavloviana dos refllexos condicionados (SKINNER, 1975).

Outro tipo de comportamento é o proposto por B. F. Skinner; o comportamento operante sendo todo aquelecomportamento que atua sobre o meio e é mantido por suas conseqüências. Neste uma resposta emitida pelo organismo produz uma alteração no ambiente. Quando uma alteração no ambiente elicia uma resposta do organismo a nomenclatura usual é comportamento respondente (que são os reflexos). É baseado nesta abordagem que fundamenta-se as análises e observações que é descrita neste relatório (MOREIRA;...
tracking img