Psicologia do esporte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2798 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOLOGIA DO ESPORTE, UMA PRATICA EMERGENTE

A psicologia do esporte é uma área recente se comparada com a historia da psicologia, vem se destacando e crescendo no campo profissional e no campo de estudo empíricos, no Brasil é considerada um ramo emergente da psicologia, tanto em congressos como nos cursos de graduação; ela teve seu origem na ultima década do século passado tendo os primeirostrabalhos totalmente teóricos, onde visavam esclarecer razões e o porque profissionais de educação física deviam estar familiarizados com a psicologia e os benefícios psicológicos que poderiam vir da praticas de atividades esportivas e físicas.
Foi Wiggins (1984) que primeiramente observou o habito de se fazer exercícios físicos e que a prática de esportes regularmente preservariam a saúde,trazendo melhor animo, satisfação e alegria originando uma maior eficiência nas tarefas intelectuais. Porem até esta data não se existia estudos experimentais e nem evidencias empíricas para ter uma fidedignidade; somente no ano de 1891 na Universidade de Havard, Georg W. Fitz montou oque veio a ser considerado posteriormente por muitos pesquisadores o primeiro laboratório de Educação Física, ondeera composto por um aparelho que media velocidades e eficácia que uma pessoa tocava em um objeto que surgia em um lugar inesperadamente, virando assim com esta atividade a relação direta com os esportes, em especial com as modalidades que exigiam compreensão rápida de um estimulo e uma reposta rápida e eficaz Raposo (1996); este trabalho teve a divulgação em 1895.
Já na visão de Weinberg &Gould (1995) a primeira investigação realizada na Psicologia do Esporte foi o estudo de Norman Triplett, psicólogo da Universidade de Indiana, do qual adorava ciclismo. Em 1985 estudou o rendimento de ciclistas em varias situações, tais como: quando corria contra o relógio; quando corria com um padrão; e quando corria em grupos. Tendo em sua conclusão que o ciclista tinha um maior rendimento quandocorria com outros ciclistas, publicando tal trabalho em 1897; na nossa visão com o embasamento teórico que possuímos Wiggins propriamente não fundamentou sua observação, não menosprezando-a pois hoje sabemos que exercícios físicos e praticas de esporte regularmente, melhoram a produção de substancias qumicas no cérebro que regulam o bem estar, e podendo ser uma válvula de escape, onde alguns seidentificam e a usam para tirar o stress e ou mesmo tratamento de depressões entre outras tantas patologias; já Norman Triplett teve seu trabalho focado em observações mediante a estímulos em varias situações, das quais envolviam o psicológico dos atletas.
Segundo Raposo (1996) apesar de todas as pesquisas envolvendo a Psicologia do Esporte, foi Griffit quem fez da Psicologia do Esporte umacarreira profissional, instituindo também a psicologia do esporte como uma cadeira acadêmica; teve seu período mais produtivo na área nos anos de 1920 a 1930 quando lecionava na Universidade de Illinois, publicando vários artigos. Enquanto Griffit produzia nos EUA do outro lado, na extinta União Soviética vários pesquisadores começaram a trabalhar na área; entre eles a maior contribuição foi de Roudnike Puni, sendo importante citar as contribuições vindas da Alemanha com Schultz, Italia com Antonelli e do Checoslovaco Vanek.
Griffit incidia suas pesquisas em três bases: habilidade psicomotora; aprendizagem e variáveis da personalidade; ao longo de sua trajetória desenvolveu vários testes e aparelhos que tinham como finalidade medir o alerta mental, tempo de reação ao som, a luz e a pressão; umteste para medir o relaxamento e a tensão muscular; outro para medir o tempo de reação à carga muscular. Além de se utilizar utilizar como método de coleta de dados questionários e entrevistas (Kroll & Lewis, 1970).
No Brasil a Psicologia do Esporte surgiu em 1979 de forma sistematizada e no mesmo ano foi fundada a Sociedade Brasileira de Psicologia do Esporte, da Atividade Física e da...
tracking img