Psicologia do cotidiano

Falar de gênero vai muito além da diferenciação sexual biológica de masculino/feminino, macho/fêmea, trata-se de observar o papel que esses representam socialmente e, além disso, a internalizarãodesses papeis para o individuo que o exerce. Trata-se do relacionamento entre esses conceitos simbolicamente, numa perspectiva histórica e social. Por tanto, só podemos compreender o masculino seanalisarmos o feminino, assim como a relação simbiótica, mutua, entre esses sujeitos. E mais, só podemos compreender ambos os conceitos compreendendo o conceito de homossexualismo.
Após o homem terdeixado sua condição nômade , e assumir sua propriedade dentro de um mesmo território , surge então o modelo patriarcal no qual o homem assume a função de prover a casa e sua posição de superioridade ,e a mulher a de cuidar dos filhos , casa . No entanto ao longo dos anos os homens foram para guerra , a mulher teve que ir trabalhar fora de seu ambiente doméstico , terceirizando o cuidado aosfilhos , assim a mulher passou da condição somente do lar e do cuidado da prole , aos poucos conquistando o espaço no trabalho .Desta forma há uma existência de uma dialética entre o masculino efeminino , pois há uma mudança na postura do gênero masculino devido a essa nova identidade da postura feminina.
Assim a colocação do homem dentro de uma formação ideológica o qual espera quetenha um comportamento de virilidade , força , racional , e a mulher assume um papel de subordinação, fragilidade , emotividade ,se tornando responsável pela reprodução e afeto; passando a ter umstatus de inferioridade em relação a questão de gênero, papel social e deficiência física. Colocando assim o homem sexo único e a mulher como sendo inverso do homem .
Com a conquista social damulher , esse conceito foi desconstruído , deixando de lado a questão do sexo único. Construindo então uma identidade feminina , deixando essa de ser um simples reflexo do masculino .Com isso...