Psicanalista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1735 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
IGAM – Instituto Gamaliel de
Ensino Teológico e Filosófico

Questionário de Relações Humanas e Princípios de Liderança




01) As Relações Humanas se fundamentam na Psicologia e na Sociologia. Faça um comentário sobre as contribuições delas. (15 linhas).

O nome da disciplina em questão diz tudo, Psicossociologia, na realidade, uma junção de elementos de ambas as disciplinas paraavaliar e rever a humanidade de cada ser no cotidiano para o contato social.
A psicologia deu às relações humanas mecanismos de analises e possibilidades para a expressão das emoções no dia-a-dia, valorizando, (a guisa de exemplo) o respeito como meio de relação, que não causa arranhões, já que apenas que sabe se respeitar (uma demonstração de autoconhecimento), pode conceder respeito ao outro.A Sociologia por sua vez, ao fazer uma leitura e maquete da sociedade em determinado tempo apresentou os grandes problemas da falta de entrosamento e da presença deste, dependendo do caso, entre os seres humanos, servindo assim como uma disciplina que desvenda os mecanismos sociais por trás da situação apresentada.
Em dado contexto histórico, psicólogos sociais analisaram o que estavaacontecendo com a família e o homem industrializado e assim, junto com a sociologia nasce a psicossociologia.



O Amor é a Lei Áurea das Relações Humanas, segundo a Bíblia. Justifique. (10 linhas).

O capítulo 13 da Primeira Epístola de Paulo aos Coríntios, afirma que o amor é a unidade perfeita de todas as virtudes, (ele não inveja, não se ira facilmente, ele suporta, mantem-se sereno,etc.); é por meio da virtude que o homem serve com a devida humanidade ao seu próximo, e sendo o amor a maior expressão humana, torna-se assim, a Lei Perfeita para nos relacionarmos uns com os outros.
Observemos a parábola do Bom Samaritano, nada, a não ser o amor pelo próximo faria com que alguém gastasse parte de seus bens para ver um desconhecido sobreviver. Logo, podemos descobrir que aorigem do bem ao próximo é o amor, mas esse amor deve ser bem direcionado e sadio, deve existir sob a medida de ser do mesmo modo que concedemos a nos mesmos.
Para isso o psiquiatra cristão Paul Turnier[1] afirma que é preciso torna-se pessoa, afim de fazer algo de humano para o próximo.


03) Disserte sobre as Diretrizes do governo cristão. (15 linhas).

Quando se fala emgovernar pelo serviço, permite-se entender que grande não é quem aparece continuamente, mas que faz e faz visando o bem comum. A autoridade que o líder detém não lhe serve de autoritarismo, mas esse com humildade usa desta para representar Deus e seu nome.
Quanto a governar pelo exemplo, penso no que diz John Stott em seu último livro lançado em vida O Discípulo Radical, pela editoraUltimato:

“A credibilidade de nossa mensagem diminui seriamente sempre que a contradizemos com nossas vidas”

Sobre a graça da humildade, vejo ela como Søren Kiekergaard a via, para ele, humildade é ver as coisas como de fato elas são, o que significa estar sempre diante do espelho de Deus e usando o colírio dEle, para que o líder seja eficaz em sua labuta.
O homemque faz governo eclesiástico deve antes de querer por em ordem as coisas exteriores exercer propriedade sobre si mesmo, pode até ter altos ideais, mas um fumdamento sólido no solo da realidade e deve exercer probidade de forma que sua memória seja saudosa mesmo depois de sua partida.



04) De que forma o líder cristão pode conquistar a simpatia dos inconversos. (15 linhas).

A maturidade éuma condição necessária para bons relacionamentos. Quem a possui tem a consciência de saber qual a sua posição na sociedade. Isso é fundamental para o líder cristão.
Exercer respeito de forma negativa e positiva também é pedra basilar. As pessoas gosta de ouvir quem as trata bem.
Dar a atenção digna ao próximo seja qual for sua cor ou posição social é dignificante. Exercer amor que...
tracking img