Protocolo de ave

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4347 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM

Avaliação Fisioterapêutica do paciente com acidente vascular encefálico (AVE)
(ambulatório)


Dados do paciente e da doença:

Nome RG
Idade Sexo
Tipo de AVE
Provável etiologia e fatores de risco associados
Intervenções realizadas (cirurgias,medicamentos, outras...).
Breve relato da história (HMA, HP, HF, ..)– complementação de dados prontuário geral
Queixa principal
Termo de consentimento livre e esclarecido:
Eu, __________________, RG _____________ concordo que meus dados sejam utilizados em pesquisas, sem que minha identidade seja revelada. Fui orientado que isso não trará nenhum prejuízo para mim e que posso estarajudando o avanço da ciência.

Uberaba, __________________

_____________________
Assinatura do paciente


* Avaliação física *

Inspeção
Tônus e sinergias
Reflexos / Reações
Sensibilidade
Equilíbrio
Coordenação
Apraxias
Mudanças de decúbito e movimentação funcional
Análise da marcha
Outras observações relevantes:

Escala de Avaliação de Fugl-Meyer em Português

TESTE
I.Movimentação passiva e dor:
– ombro: flexão, abdução 90, rot. ext. e int.
– cotovelo, punho e dedos: flexão e extensão
– antebraço: pronação e supinação
– quadril: flexão, abdução, rot. ext. e int.
– joelho: flexão e extensão
tornozelo: dorsiflexão e flexão plantar
– pé: eversão e inversão
Pont. máx: (44 mobilidade)( ) (44 dor)( )
PONTUAÇÃO
Mobilidade:
0 – apenas alguns graus de movimento1 – grau de mobilidade passiva diminuída
2 – grau demovimentação passiva normal
Dor:
0 – dor pronunciada durante todos os graus de movimento e dor marcante no final da
amplitude
1 – alguma dor
2 – nenhuma dor

TESTE
II. Sensibilidade:
– Exterocepção: membro superior, palma da
mão, coxa e sola do pé ( ) Pont. máx: (8)
PONTUAÇÃO
0 – anestesia
1 – hipoestesia/ disestesia
2 – normal– Propriocepção: ombro, cotovelo, punho,polegar, quadril, joelho, tornozelo e hálux ( ) Pont. máx: (16)
PONTUAÇÃO
0 – nenhuma resposta correta (ausência de sensação)
1 – ¾ das respostas são corretas, mas há difer ença entre o lado não afetado
2 – todas as respostas são corretas

TESTE
III. Função motora de membro superior
1 – Motricidade reflexa: bíceps/ tríceps ( ) (2)
PONTUAÇÃO0 – sem atividade reflexa
2 – atividade reflexa presente

2 – Sinergia flexora: elevação, retração de ombro, abdução + 90, rot. externa, flexão de
cotovelo, supinação ( ) Pont. máx:(12)
PONTUAÇÃO
0 – tarefa não pode ser realizada completamente *
1 – tarefa pode ser realizada parcialmente
2 – tarefa é realizada perfeitamente


3 – Sinergia extensora: adução do ombro, rot.interna,extensão cotovelo, pronação
( ) Pont máx:(8) * (idem pontuação anterior)

4 – Movimentos com e sem sinergia:
a) mão a coluna lombar ( )
b) flexão de ombro até 90º ( )
c) prono-supinação (cotov. 90º e ombro 0º) ( )
d) abdução ombro a 90º com cotov. estendido e
pronado ( )
e) flexão de ombro de 90º a 180º ( )
f) prono-supinação (cotov. estendido e ombro
fletido de 30 a 90º ( )
() Pont. máx: (12)
PONTUAÇÃO
a) *
b) 0 – se o início do mov. o braço é abduzido ou o cotovelo é fletido
1 – se na fase final do mov., o ombro abduz e/ou ocorre flexão de cotovelo
2 – a tarefa é realizada perfeitamente
c) 0 – não ocorre posiciona/o correto do cotovelo e ombro e/ou pronação e supinação
não pode ser realizada complet/e
1 – prono-supino pode ser realizada com ADM limitada eao mesmo tempo o ombro
e o cotovelo estejam corr etamente posicionados
2 – a tarefa é realizada completamente
d) 0 – não é tolerado nenhuma flexão de ombro ou desvio da pronação do antebraço no
INÍCIO do movimento
1 – realiza parcialmente ou ocorre flexão do cotovelo e o antebraço não se mantêm
pronado na fase TARDIA do movimento
2 – a tarefa pode ser realizada sem desvio
e) 0 – o braço...
tracking img