Projetos sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5355 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE ANHANGUERA DE ANÁPOLIS
CURSO DE PSICOLOGIA

ANOREXIA NERVOSA: UMA ABORDAGEM PSICANALÍTICA

ANÁPOLIS
2009
ANHANGUERA EDUCACIONAL
FACULDADE ANHANGUERA DE ANÁPOLIS
CURSO DE PSICOLOGIA

IRONEIDE ALVES FERREIRA

ANOREXIA NERVOSA: UMA ABORDAGEM PSICANALÍTICA

[pic]

ANÁPOLIS
JUNHO, 2009
RESUMO

Este trabalho analisa dentro de uma abordagem psicanalítica a anorexia nervosano contexto de uma trajetória psíquica da sexualidade feminina relacionando os sintomas dessa patologia a partir dos estudos que abordam o contexto histórico, a anorexia na estrutura histérica, através da analise de alguns casos clínicos atendidos por Freud, o desenvolvimento psíquico através da compreensão da constituição egoica, que inclui relação com o objeto, bem como a sua subjetividade naelaboração do narcisismo, da castração oral e no Complexo de Édipo da menina vivido de forma deficitária, no advento da puberdade aparecerá o sintoma onde o corpo real servirá como meio para manifestar o aniquilamento de sua sexualidade.

Palavras-chave: Anorexia, sexualidade, feminilidade.

ABSTRACT

This paper analyzes within a psychoanalytic approach to anorexia nervosa in the context of apsychological history of female sexuality by relating the symptoms of this disease from the studies that address the historical context, anorexia in hysterical structure, through the analysis of some clinical cases treated by Freud, the psychic development by understanding the formation of the ego, which includes relationship with the object and the subjectivity in the development of narcissism,castration procedure and the Oedipus complex the girl lived in a deficit, the advent of puberty symptom appears where the real body will serve as a means to express the annihilation of their sexuality.

Keywords: Anorexia, sexuality, femininity.

INTRODUÇÃO

O termo anorexia, deriva-se do grego ´´an`` deficiência ou ausência e ´´orexis`` apetite, o que nosremete a idéia de ausência de apetite, mas no período da Idade Média século XVI o significado do termo entra em contradição, porque se observava os jejuns religiosos, muitas vezes obsessivos, acreditava-se que o não comer servia para purificar a alma da possessão demoníaca e alcançar metas espirituais, e não pela ausência da fome. O aspecto místico do sintoma servia para mascarar a doença,transformando a prática da restrição alimentar em comportamentos ´´normais``da época.
Na mesma época BELL, faz um estudo da origem das manifestações desses sintomas, e descobre que na Itália já havia o ritual do jejum, conta sobre a atitude de duzentas e sessenta santas italianas que viveram entre os séculos XIII e XIV. Muitas delas jejuavam até a morte essa prática foi nomeada como anorexiasanta, mas as crenças religiosas pareciam misturar-se com outras intenções, como a perda dos atrativos femininos, uma forma de dizer não a estrutura patriarcal a qual estavam submetidas, Exemplo disso é o caso de Santa Catarina de Siena, filha caçula de Geacomo e Lapa, que, diante de um casamento arranjado prestes a acontecer, perde todos os atrativos femininos, primeiramente corta seus cabelos edepois inicia uma restrição alimentar juntamente com muitas orações e práticas de auto flagelamento, falece de desnutrição aos 32 anos.
Os relatos médicos descritos na literatura da época não receberam atenção merecida, devido ao fato da anorexia não ser considerada uma doença, mas uma crença carregada de significações sagradas em prol de um ideal, torturar o corpo para purificar-se. (BELL,1985, aput Revista Brasileira de Psiquiatria, 2002).
No final do século XIX, houve maior interesse em diagnosticar os comportamentos em relação ao ato da restrição alimentar. Através dos estudos de Willian Gull foi possível diagnosticar que se tratava de uma doença conseqüente de um emagrecimento extremo, cuja recusa alimentar se dava por um estado mental mórbido. Gull denomina a...
tracking img