Projeto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5156 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
FACULDADE DE EDUCAÇÃO
LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
DEPARTAMENTO DE ESTUDOS ESPECIALIZADOS
DISCIPLINA PESQUISA EM EDUCAÇÃO – EDU03080
TURMA A – 2011/2
PROFA. DRA. LILIANA MARIA PASSERINO
ESTAGIÁRIO LOURENÇO DE OLIVEIRA BASSO
ALUNA ANDRÉA LUCAS BENTO DE MORAES – MAT. 214068

PROJETO DE PESQUISA

PORTO ALEGRE, RS, NOVEMBRO DE 2011.

“Todos somosinteligentes e todos podem aprender. A educação precisa justificar-se realçando o entendimento humano”.

Howard Garner

SUMÁRIO

1 – Dados de identificação Pág. 3
2 – Introdução Pág. 3
3 – Problema, Hipóteses e Objetivos Pág. 4
4 – Proposta Metodológica Pág. 5
5 – Etapas previstas Pág. 6
6 – Instrumentos que serão utilizados Pág. 7
7 – Revisão de LiteraturaPág. 7
8 – Estado da Arte Pág. 7
9 – Referências Pág.11
10 – Apêndices Pág. 16
11 – Termo de Consentimento Pág. 24

1 – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
Título do Projeto:
Somos todos inteligentes e capazes de aprender: a Teoria das Inteligências Múltiplas – fonte de esperança de uma escola capaz de formar alunos para pensar, compreender e transcender.

Temática:
ATeoria das Inteligências Múltiplas, de Howard Gardner e a importância do diagnóstico psicopedagógico dos alunos, para estabelecer parâmetros de reconhecimento da diversidade de inteligências e construir uma metodologia de ensino/aprendizagem de alta qualidade.

2 – INTRODUÇÃO
O tema das Inteligências Múltiplas tem despertado interesse em estudiosos da psicologia, da pedagogia e dapsicopedagogia, por representar um avanço considerável na concepção do aluno por parte de quem o avalia. Desde que tive contato com o assunto, no primeiro ano do curso de Pedagogia, na UNISUL/SC, fiquei fascinada pelo brilhantismo da teoria de Gardner. Howard Gardner e sua Teoria das Inteligências Múltiplas representam um grande avanço em relação à visão inatista de conhecimento, que preconiza que cada pessoatrás consigo o potencial para determinada inteligência, de forma inata, não sendo viável que o meio no qual está inserida altere este comportamento. Esta ótica de percepção do indivíduo é altamente reducionista, desanimadora e determinista, não deixando margem para superação, nem para a esperança de crescimento e aquisição de novas aptidões.
Howard Gardner é um psicanalista americano, professorda Universidade de Harvard (uma das instituições mais respeitadas no ambiente acadêmico) e o criador da Teoria das Inteligências Múltiplas. Dono de uma extensa produção bibliográfica sobre o recorrente tema da inteligência destacamos quatro obras, que norteiam a visão inspiradora do autor, que afirma que todos são inteligentes e que todos podem aprender: sua obra de 1994, intitulada: “Estruturasda Mente: a Teoria das Inteligências Múltiplas”; “Inteligências Múltiplas: a teoria na prática”, de 1995; “Inteligência: múltiplas perspectivas”, de 1998 e “Inteligência: um conceito reformulado”, de 2000.
Gardner participou, nos anos oitenta, de um grupo de estudos chamado “A natureza e a realização do potencial humano”, que visava identificar o potencial cognitivo dos indivíduos. Junto aoutros pesquisadores de Harvard, estudou diversos perfis de populações, incluindo crianças que apresentavam déficit de
3
aprendizagem, e concluiu que, todo indivíduo considerado “normal” é capaz de atuar em diferentes tipos de inteligência, pois há pluralidade de inteligência em cada um, ou, em outras palavras, todas as pessoas possuem inteligências múltiplas. Foram identificadas inicialmente oitointeligências: lingüística, musical, lógico - matemática, espacial, naturalista, intrapessoal, interpessoal e corporal - cinestésica. Na sequência, foram identificadas mais duas: pictográfica e existencial (espiritual).
Passando da teoria à prática, Gardner coordena um projeto de escola experimental, com equipes interdisciplinares, junto à Universidade de Harvard, denominado “Projeto Zero”, que...
tracking img