Projeto o direito de brincar na educação infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (323 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O DIREITO DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

OBJETIVO GERAL:
• Levantar a importância da brincadeira na educação infantil.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
• Citar os principais jogos infantis;
•Descrever a contribuição dos jogos e das brincadeiras para a socialização da criança;
• Destacar a participação da escola e da família nos jogos e nas brincadeiras.

JUSTIFICATIVA:
O jogo e abrincadeira são a linguagem que a criança possui para explorar, comunicar-se, expressar-se, surpreender-se, interagir com o outro, protagonizar, imaginar e aprender sobre o mundo que a cerca.
A problemáticada infância atual não é algo linear, seu crescimento é diverso e complexo porque responde a um contexto familiar, escolar e social que estão em constante transformação, do qual a aproximação destecontexto deverá ser lúdica, criativa e abrangente. Dessa forma, torna-se relevante levantar a importância da brincadeira na educação infantil.

ITENS A SEREM DESENVOLVIDOS:
1. Jogos e brincadeiras:comunicação, expressão, pensamento e ação
2. Jogos e brincadeiras e a cultura infantil
3. Tipos de jogos
4. A função do jogo e da brincadeira na educação infantil
5. A escola, a família e o brincarREFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
AUBERT, Elsa. O direito de Brincar na Educação Infantil. Revista Educação Infantil, maio 2008.
CABA, Beatriz. Brinquedo Integral. Revista Educação Infantil, agosto2008.
CARVALHO, Alysson Massote. ALVES, Maria Michelle Fernandes. GOMES, Priscila de Lara Domingues. Brincar e Educação: Concepções e Possibilidades. Revista Psicologia em Estudo, 2005.
CORIA, MariaAparecida. LUCENA, Regina Ferreira de. Jogos e Brincadeiras: na Educação Infantil. Editora Sabina, 2ª Edição, 2004.
CORDAZZO, Scheila Tatiana Duarte. VIEIRA, Mauro Luís. Caracterização de Brincadeirasde Crianças em Idade Escolar. Revista Psicologia: Reflexão e Crítica, 2006.
FORTUNA, Tânia Ramos. Sala de Aula é Lugar de Brincar? Revista Mediação, 2000.
KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O jogo e a...
tracking img