A felicidade das borboletas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4066 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Felicidade das Borboletas



























PRÁTICA DE ENSINO

















xxxxxxxx – ES

2011

xxxxxxxxxxxxxxx



















PRÁTICA DE ENSINO









Trabalho apresentado à Universidade de Uberaba, como parte das exigências à Prática Pedagógica da 3° etapa docurso de Pedagogia.




Preceptor: xxxxxxxxxxxx.


















São Gabriel da Palha – ES

2011













































A Cristo Jesus, meu Salvador.

A minha família, que sempre me apóia e enche designificado a minha vida. São a base perfeita para construir o meu saber.




“Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?”

(Marcos, 8:36)

















INTRODUÇÃO:






Veremos ao longo deste trabalho, o papel do professor na organização do espaço escolarcomo um ambiente propício para receber todo e qualquer tipo de aluno, até mesmo os com necessidades educacionais especiais, proporcionando a eles a sua interação consigo e com o outro. O professor-educador deve ser o mediador na realização de sua prática pedagógica, com todas as crianças, deve sempre ensinar e incentivar a interação das crianças umas com as outras, deixar bem claro a importância denão se existir a palavra preconceito no campo educacional.


O professor-educador deve ter sempre em mente que a escola deve atender a todos, independentemente da situação a qual este se encontre, ele deve estar sempre aberto ao diálogo com novos conhecimentos.


Aprofundaremos a relevância de que “todos são iguais” e que é preciso se ter igualdade de oportunidades, onde a educação é paratodos, visando à unidade de cultura, unidade de espírito e a homogeneidade nacional.


Terá grande destaque a reação das crianças ao estarem inseridas no mesmo ambiente escolar, que outra criança com alguma dificuldade motora, visual, etc, as famosas NEE, e também orientado, como os professores e também nos futuros educadores, devemos lidar com essas situações, nunca deixando que essascrianças sejam excluídas pelos demais, pelo simples fato de ser um pouco “diferente” delas, é preciso saber trabalhar isso, fazendo dessa “diferença” um artifício a favor do desenvolvimento cognitivo das demais, e nós também devemos estar muito bem preparados para receber essas crianças, para que não haja também um preconceito da nossa parte como educadores, devemos estar preparados para lidar comqualquer tipo de situação que possa vir a aparecer.


Portanto, faça uma excelente leitura e explore ao máximo este, pois será de grande aprendizagem tanto profissional, quanto pessoal e emocional também, para todos aqueles que o estudarem.

















Prática de Ensino do curso de Pedagogia. 
A contribuição da diferença para a educação e formação da criança                                                                                                            Denise Rodovalho Scussel

Após os estudos, orientados a partir dos roteiros que norteiam as unidades temáticas desta etapa III do curso, propomos à você, agora, a realização desta Prática de Ensino. 
Nesta etapa, os estudos estão direcionados para o cuidado na organização do tempo e do espaço escolar,para os alunos, e também, para que você, professor, sujeito reflexivo de sua prática docente, perceba a interrelação que há entre estes aspectos.
Esperamos que você tenha percebido a importância da ludicidade no aprender e no ensinar, a aprendizagem mediada pelo outro e o desenvolvimento cognitivo, estimulado por atividades de interesse e de significação para o mundo da criança....
tracking img