Projeto sentidos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2016 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETO SENTIDOS
IMPERATRIZ, Sandra Regina Amaral Cerri INSTITUIÇÃO: Liceu Albert Sabin sandra_raci@yahoo.com.br

INTRODUÇÃO O cérebro recebe constantemente grandes quantidades de informação por meio dos sentidos. É assim que a criança, conforme aprende a se mover, equilibrar-se e relacionar-se com os objetos e pessoas ao seu redor, aprende sobre o mundo em que vive. O cérebro organiza toda ainformação recebida para possibilitar uma resposta. Essa organização que o cérebro dá à informação sensorial é chamada de integração sensorial. Ela permite que dirijamos nossa atenção para produzir comportamento saudável e adaptativo, e para que nos sintamos bem com nós mesmos. No início da vida, o cérebro desenvolve a organização que será a estrutura para comportamento e aprendizagem posteriores.Nesses primeiros anos, os movimentos espontâneos e as brincadeiras que envolvem o corpo todo são muito eficazes para o desenvolvimento do sistema nervoso. O cérebro humano depende das informações que recebe do ambiente por meio dos sistemas sensoriais. Depende de informação visual, auditiva, tátil, olfativa e gustativa. Além disso, precisa também de informação sobre gravidade e movimento. Océrebro reúne todas essas sensações e as organiza para um plano de ação. Distúrbio na recepção e organização das informações sensoriais recebidas sobre o mundo vai afetar o desempenho nas demais áreas. Quando a criança não recebe informações sensoriais importantes de forma clara e concisa, pode não estar recebendo o “alimento” que o cérebro precisa para o processo de aprendizagem. Acreditamos quepropiciar às crianças experiências sensoriais dentro do contexto de atividades significativas e que resultem em respostas adaptativas, irão fortalecer a integração sensorial, e, portanto, fortalecer o aprendizado. Por tudo isso, o projeto Sentidos foi pensado pelas professoras do Infantil 5 e coordenação do Liceu Albert Sabin, de Ribeirão Preto, para ser desenvolvido durante todo o ano letivo de 2008.Este visa proporcionar às crianças de 5 anos a oportunidade de perceber a importância de cada um dos sentidos e como eles se relacionam. As atividades aqui apresentadas fazem parte de um período do projeto e foram elaboradas a partir de pesquisa bibliográfica. O texto Órgãos dos Sentidos elaborado pela equipe do CDCC e professores do programa “ABC na Educação Científica – Mão na Massa”, foi degrande valia nesse momento. OBJETIVOS • perceber os diferentes estímulos do ambiente; • proporcionar às crianças a oportunidade de perceber a importância de cada um dos sentidos e como eles se relacionam; • perceber que temos órgãos sensíveis a estímulos do ambiente; • interpretar informações sensoriais.

DESENVOLVIMENTO Iniciamos o projeto Sentidos em março, com atividades e experimentos semanais.Selecionei 2 dessas atividades, as quais, relatarei a seguir: “Construção de xilofone” O objetivo dessa atividade foi: construir instrumento musical; distinguir os diferentes tipos de sons (grave, agudo); desenvolver o vocabulário descritivo relativo à audição (agudo, grave, forte, fraco); Em roda,mostrei algumas garrafas de vidro às crianças e perguntei: “É possível construirmos um instrumentomusical com estas garrafas?” Imediatamente Bernardo respondeu que podíamos fazer um xilofone. Perguntei: “Mas como?”; “Como produzir som?” As crianças sugeriram assoprar nas garrafas (foto 3), pegar um palito e uma colher para bater nas garrafas (foto 2), deitar as garrafas e bater com esses instrumentos. Produzem sons e então pergunto o que podemos fazer para deixar cada garrafa com um somdiferente. Inicialmente pensaram em bater numa garrafa com o palito, em outra com a colher, deitar uma garrafa, deixar em pé a outra. Testaram. Surgiu a idéia, quase que simultaneamente de colocarmos areia e água, falaram, também, de enchermos as garrafas com pedrinhas, grama e pó de giz. Conversamos e viram que não há pedrinhas na escola, grama teríamos que arrancar e “é da natureza, né, tia”, e pó...
tracking img