Projeto integrador unijorge

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3171 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
V - 053
20 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL
o

SISTEMA DE REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA PARA EDIFICAÇÕES
Ricardo Reis Chahin(1) Engenheiro Sanitarista formado pela Escola de Engenharia Mauá em 1993. Proficiência em Inglês pela Universidade Michigan em 1994. Professor do Departamento de Engenharia Civil e Sanitária da Escola de Engenharia Mauá 1995. Atualmente Engenheiro daCoordenadoria do Uso Racional da Água. Carlos Alberto de Moya Figueira Netto Engenheiro Civil formado pela POLI. Professor do Departamento de Engenharia Civil e Sanitária da Escola de Engenharia Mauá 1984. Coordenador de Projetos de Saneamento no CNEC. Esteban Messuti Estagiário do 5o ano da Escola de Engenharia Mauá. Lucciano André Ribeiro Estagiário do 5o ano da Escola de Engenharia Mauá.FOTOGRAFIA NÃO DISPONÍVEL

Endereço(1): Dr. Carlos Alberto do Espírito Santo, 93 - Pinheiros - São Paulo - SP - CEP: 05429-900 - Brasil - Tel: (011) 3030-4082 - Fax: (011) 814-4911 - e-mail: rchahin@sabesp.com.br

RESUMO Grande parte da água utilizada dentro das edificações pode ser reaproveitada para fins menos nobres, para isso é necessário analisar as diversas utilizações da água naedificação e definir alternativas para reaproveitamento da mesma. Neste trabalho, cujo tema foi escolhido por 2 formandos da Escola de Engenharia Mauá, só foi possível detalhar um sistema para edifícios residenciais. Este trabalho foi feito com o objetivo de elaborar um sistema economicamente viável capaz de reaproveitar uma parte da água utilizada nas edificações, para fins não potáveis, acarretandoeconomia real devido a diminuição da demanda final Tal sistema consiste, basicamente, em reaproveitar a água do banho, dos lavatórios e da lavagem de roupas que, após passar por um processo de tratamento, será utilizada como descarga sanitária, rega de jardins, limpeza de pátios e carros. PALAVRAS-CHAVE: Reaproveitamento de Água, Máquinas de Fluxo, Equipamentos Economizadores, Viabilidade Econômica.20 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

o

2364

V - 053
20 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL
o

INTRODUÇÃO A Terra possui inúmeros recursos naturais. Desde os tempos mais remotoso homem aproveita-os como fontes de energia. Os mesmos, por sua vez são finitos. Cabe ao ser humano saber aplicá-los da melhor maneira possível. Será que tais recursosestão sendo devidamente utilizados pela humanidade? Nações desenvolvidas começam a perceber a importância da correta aplicação de tais bens. Países como a França, e principalmente, o Japão já utilizam tecnologia visando o máximo aproveitamento dos meios naturais. Existem, assim, programas sérios de reciclagem de diversos recursos como, por exemplo, da água. Fontes de energia atualmente nãoutilizadas maciçamente tendem num futuro próximo a tornar-se uma saída para a escassez. É natural que países pobres, chamados de "terceiro mundo", não tenham uma visão da importância de tais recursos para a vida. Isso ocorre, possivelmente, pelo fato de em tais localidades existirem inúmeros distúrbios políticos e sociais (pobreza, fome, falta de condições mínimas de sobrevivência, guerras civis) não"permitindo" que as autoridades se preocupem com outros" problemas menores". Assim, em suma, a pobreza ofusca, em primeira instância, a importância do devido uso de tais recursos. Num país como o Brasil, em que se tem abundância de bens naturais e grande parte da população vive em estado de miséria, é de certa forma, compreensível que, a curto prazo, as autoridades não levem em consideração oassunto. Nota-se, assim, o grande problema que circunda o uso dos meios naturais. De um lado estão as nações desenvolvidas que por sua vez acabaram com grande parte de suas reservas naturais e hoje ou num futuro próximo necessitarão controlar melhor os recursos que lhes resta. Na outra ponta, estão os países pobres (maioria do planeta) que só se darão conta do fim de tais bens quando os mesmos...
tracking img