Projeto de vida

Marilena Chaui

Convite à Filosofia

Ed. Ática, São Paulo, 2000.

Convite à Filosofia _______________________________

SUMÁRIO
Introdução [01] Para que Filosofia? Unidade 1: A Filosofi a [02] Capitulo 1: A origem da Filosofia [03] Capítulo 2: O nascimento da Filosofia [04] Capítulo 3: Campos de investigação da Filosofia [05] Capítulo 4: Principais períodos da história da Filosofia [06]Capítulo 5: Aspectos da Filosofia contemporânea Unidade 2: A razão [07] Capítulo 1: A Razão [08] Capítulo 2: A atividade racional [09] Capítulo 3: A Razão: inata ou adquirida? [10] Capítulo 4: Os problemas do inatismo e do empirismo [11] Capítulo 5: A razão na Filosofia contemporânea Unidade 3: A verdade [12] Capítulo 1: Ignorância e verdade [13] Capítulo 2: Buscando a verdade [14] Capítulo 3: Asconcepções da verdade Unidade 4: O conhecimento [15] Capítulo 1: A preocupação com o conhecimento [16] Capítulo 2: A percepção
–2–

Marilena Chauí _______________________________

[17] Capítulo 3: A memória [18] Capítulo 4: A imaginação [19] Capítulo 5: A linguagem [20] Capítulo 6: O pensamento [21] Capítulo 7: A consciência pode conhecer tudo? Unidade 5: A lógica [22] Capítulo 1: Onascimento da lógica [23] Capítulo 2: Elementos de lógica [24] Capítulo 3: A lógica após Aristóteles [25] Capítulo 4: Lógica e Dialética Unidade 6: A metafísica [26] As indagações metafísicas [27] Capítulo 1: O nascimento da metafísica [28] Capítulo 2: A metafísica de Aristóteles [29] Capítulo 3: As avent uras da metafísica [30] Capítulo 4: A ontologia contemporânea Unidade 7: As ciências [31] Capítulo 1:A atitude científica [32] Capítulo 2: A ciência na História [33] Capítulo 3: As ciências da Natureza [34] Capítulo 4: As ciências humanas

–3–

Convite à Filosofia _______________________________

[35] Capítulo 5: O ideal científico e a razão instrumental Unidade 8: O mundo da prática [36] Capítulo 1: A cultura [37] Capítulo 2: A experiência do sagrado e a instituição da religião [38]Capítulo 3: O universo das artes [39] Capítulo 4: A existência ética [40] Capítulo 5: A filosofia moral [41] Capítulo 6: A liberdade [42] Capítulo 7: A vida política [43] Capítulo 8: As filosofias políticas 1 [44] Capítulo 9: As filosofias políticas 2 [45] Capítulo 10: A política contra a servidão voluntária [46] Capítulo 11: A questão democrática

–4–

Marilena Chauí_______________________________

Introdução

Para que Filosofia?

As evidências do cotidiano Em nossa vida cotidiana, afirmamos, negamos, desejamos, aceitamos ou recusamos coisas, pessoas, situações. Fazemos perguntas como “que horas são?”, ou “que dia é hoje?”. Dizemos frases como “ele está sonhando ”, ou “ela ficou maluca”. Fazemos afirmações como “onde há fumaça, há fogo ”, ou “não saia na chuva para não seresfriar”. Avaliamos coisas e pessoas, dizendo, por exemplo, “esta casa é mais bonita do que a outra” e “Maria está mais jovem do que Glorinha”. Numa disputa, quando os ânimos estão exaltados, um dos contendores pode gritar ao outro: “Mentiroso! Eu estava lá e não foi isso o que aconteceu”, e alguém, querendo acalmar a briga, pode dizer: “Vamos ser objetivos, cada um diga o que viu e vamos nos entender”.Também é comum ouvirmos os pais e amigos dizerem que somos muito subjetivos quando o assunto é o namorado ou a namorada. Freqüentemente, quando aprovamos uma pessoa, o que ela diz, como ela age, dizemos que essa pessoa “é legal ”.
–5–

Convite à Filosofia _______________________________

Vejamos um pouco mais de perto o que dizemos em nosso cotidiano. Quando pergunto “que horas são?” ou “quedia é hoje?”, minha expectativa é a de que alguém, tendo um relógio ou um calendário, me dê a resposta exata. Em que acredito quando faço a pergunta e aceito a resposta? Acredito que o tempo existe, que ele passa, pode ser medido em horas e dias, que o que já passou é diferente de agora e o que virá também há de ser diferente deste momento, que o passado pode ser lembrado ou esquecido, e o...
tracking img