Projeto de pesquisa sobre o fungo paraccocidioides brasiliensis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ÁREA DO CONHECIMENTO: PROGRAMA: (X) PIBIC

( ) EXATAS

( ) HUMANAS

(X) VIDA

( ) PIVIC

Área de conhecimento: Ciências Biológicas, Genética Molecular de Microrganismos.

Título do Projeto:
Genes relevantes para o estágio parasitário do patógeno humano Paracoccidioides brasiliensis: Estratégias genômicas e proteômicas

Nome do Grupo de Pesquisa Cadastrado no Diretório de Grupos dePesquisa do CNPq: Laboratório de Biologia Molecular

Orientador: Célia Maria de Almeida Soares

Unidade Acadêmica/Departamento: Instituto de Ciências Biológicas II/Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular

Plano de trabalho Aluna: Priscyla Rocha da Silva Matrícula número 111921

Título: Análises proteômicas de isolados do fungo Paracoccidiodes brasiliensis durante privação de ferroPeríodo: Agosto de 2012 a Julho de 2013.

1.Introdução Paracoccidioides brasiliensis é um fungo dimórfico que cresce como levedura ou micélio. A habilidade do fungo em alternar entre as formas miceliana e leveduriforme é favorecida pelas condições ambientais, tais como temperatura de 36⁰C, e se constitui em condição essencial para o estabelecimento da infecção. Conídios quando inalados pelohospedeiro humano, se convertem à morfologia leveduriforme, estabelecendo assim a infecção (Brummer et al., 1993). Para que ocorra uma colonização bem sucedida do hospedeiro os microrganismos devem inicialmente aderir a tecidos alvos e concomitantemente obter nutrientes essenciais para o seu crescimento. Ferro é geralmente um desses nutrientes essenciais e a habilidade em obter esse componente éconsiderado um fator de virulência (Weinberg, 1999). Ferro é requerido para o sobrevivência dos organismos, primariamente devido ao seu papel como um cofator em funções metabólicas essenciais e ao mesmo tempo a sua reatividade com peróxido de hidrogênio resulta na formação de radicais hidroxilas, altamente tóxicos, o que determina o requerimento de mecanismos que regulam a captação e estocagemdesse nutriente. Como consequência do citado, não existe ferro livre nos tecidos do hospedeiro (Ratledge & Dover, 2000). Esse projeto propõe uma análise de proteínas expressas em condições de ausência de ferro, mimetizando as condições de infecção pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis. O fato de que a concentração disponível de micro nutriente, como ferro, para os microrganismos patogênicos émantida abaixo da quantidade requerida para o seu desenvolvimento, determina que a habilidade em que se obtenha essas substâncias do hospedeiro defina, em grande parte, a virulência do microrganismo. 2.Objetivos Ampliar os objetivos já propostos no primeiro ano do plano, como descrito abaixo: 2.1-Caracterizar os proteomas dos isolados Pb 02 e Pb 18 do fungo P. brasiliensis, em condições de restrição deferro.

2.2-Examinar a relação entre a resposta ao meio do hospedeiro e a expressão de genes de virulência. 2.3-Realizar análises comparativas com o perfil proteômico já estabelecido para o isolado Pb 01 (Parente et al., 2011). 2.4-Descrever as vias metabólicas que predominam nas condições de restrição de ferro. 3.Metodologia 3.1-Isolados de P. brasiliensis, condições de crescimento e privaçãode ferro Serão utilizados os isolados Pb 02 e Pb 18. Leveduras de P. brasiliensis são crescidas a 36ºC em meio depletado de ferro (Restrepo & Jiménez, 1980) e em condições controle (3,5 μM de Cloreto de Ferro). Para garantir a ausência de ferro nas culturas de interesse, será adicionado agente quelante (batofenantrolinadisulfonato sódico).

3.2-Preparação de extratos celulares Para o preparo delisados celulares triplicatas de culturas crescidas na presença ou ausência de ferro serão utilizadas. As leveduras serão lisadas na presença de 1 ml de tampão de lise (ureia 9M; CHAPS 2%; DTT 1%;com inibidores de proteases). O lisado será centrifugado a 12.000 g por 30 minutos .Ao sobrenadante será adicionado água e o mesmo será transferido para filtros para centrifugação Millipore - Amicon®...
tracking img