Projeto de aprendizagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2172 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

Ensino Clínico de Enfermagem de Saúde Comunitária e da Família

Projeto de Aprendizagem:
Intervenção Comunitária

Diana Rute Fonseca Moreira, n.º 2967, 4.º ano, Turma H

Docente: Enfermeira Paula Coelho

Lisboa, 2012

Índice

INTRODUÇÃO 5
INTERVENÇÃO COMUNITÁRIA 7
PROJECTO DE APRENDIZAGEM 10
CRONOGRAMA DAS INTERVENÇÕES 13BIBLIOGRAFIA 14

INTRODUÇÃO

No âmbito da unidade curricular Ensino Clínico de Enfermagem de Saúde Comunitária e da Família (ECEFSCF) foi-nos proposta a realização de um projeto de aprendizagem com o objetivo de desenvolvermos o nosso próprio percurso de aprendizagem com vista ao desenvolvimento pessoal e profissional. Com a realização deste projeto pretendo assim, ao delinear objetivos concretos deaprendizagem e atividades para os atingir, desenvolver competências para dar resposta a problemas concretos que sejam espectáveis de surgir no decorrer deste ensino clínico. Considerando o contexto em que se desenrola este ensino clínico, pareceu-me apropriado atribuir ao projeto o título de Intervenção Comunitária. Uma escolha que também se prende com a relevância que a enfermagem de cuidados desaúde comunitários tem adquirido ao longo do tempo.
Concomitantemente com a realização deste trabalho, participaremos num projeto de intervenção a famílias, intitulado “Enfermagem de Maternidade, uma Intervenção Comunitária”. Uma temática considerar que a enfermagem de maternidade tem cada vez mais assumido de destaque, não só no contexto em que nos encontramos, a Unidade de Saúde Familiar (USF) deMira Sintra, mas também a todo o nível comunitário no geral. A transição para a parentalidade constitui-se como uma fase de vulnerabilidade para toda a família, mas em especial para a mãe, visto que, tal como nos diz Pereira (2005), a maternidade acaba por envolver uma crise de adaptação marcada por diversas transformações fisiológicas, emocionais, interpessoais e sociodemográficas, implicandoassim, um potencial de risco eminente que necessita de atenção multidisciplinar por parte dos profissionais de saúde. Em especial do enfermeiro, profissional que se destaca na intervenção comunitária. Esta temática, pela sua importância, mas também por se constituir como área de interesse pessoal, torna-se o mote do nosso projeto de intervenção que objetiva uma maior preparação, no âmbito do saber,saber-fazer e saber estar ou ser, para a “identificação de problemas reais e potenciais da gestante, família e comunidade, com vistas ao manejo adequado das diversas situações práticas” (Ferreira, 2005).
Visto não ser possível explorar todas as vertentes desta problemática e considerando que existe um grupo de trabalho da equipa de enfermagem na USF Mira Sintra a trabalhar uma área que integra atemática como objetivo de melhorar os cuidados prestados à família/comunidade/grupo, decidimos aprofundar a vertente do aleitamento materno tornando-a a minha ação principal no projeto de intervenção. Tal como nos diz Araújo e outros autores (2008) a amamentação não é totalmente instintiva tendo, na maioria das vezes, que ser aprendida para que ser eficaz. Assim, torna-se imperativo que asmulheres que se encontram a amamentar sejam orientadas, por um profissional de saúde preparado. O próprio posicionamento do profissional perante esta temática poderá ter uma influência bastante forte no sucesso do aleitamento materno, desta forma, cada profissional precisa de encarar, não apenas os aspetos biológicos inerentes à temática, mas também valorizar os aspetos psicológicos e socioculturais semnunca esquecer experiências anteriores.
Considerando esta vertente do “Aleitamento Materno” deliberámos ainda criar na USF um espaço adequado para a realização da amamentação garantindo-se privacidade, orientação e esclarecimento de dúvidas com vista a resolução de problemas. Um espaço de partilha.com a finalidade de apoiar e aconselhar as mães na amamentação, promovendo o aleitamento...
tracking img