Programando em shell

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2637 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
llProgramando em shell−script

Programando em shell−script

Table of Contents
Programando em shell−script............................................................................................................................1 1. Primeira parte, uma introdução............................................................................................................1 2. Segunda parte,se aprofundando mais!................................................................................................5

i

Programando em shell−script
Hugo Cisneiros, hugo_arroba_devin_ponto_com_ponto_br Última atualização em 01/02/2003

1. Primeira parte, uma introdução
Quem usa Linux conhece bem o prompt de comando sh, ou variações como o bash. O ue muita gente não sabe é que o sh ou obash têm uma "poderosa" linguagem de script embutido nelas mesmas. Diversas pessoas utilizam−se desta linguagem para facilitar a realização de inúmeras tarefas administrativas no Linux, ou até mesmo criar seus próprios programinhas. Patrick Volkerding, criador da distribuição Slackware, utiliza esta linguagem para toda a instalação e configuração de sua distribuição. Você poderá criar scripts paraautomar as tarefas diárias de um servidor, para efetuar backup automático regularmente, procurar textos, criar formatações, e muito mais. Para você ver como esta linguagem pode ser útil, vamos ver alguns passos introdutórios sobre ela. Interpretadores de comandos são programas feitos para intermediar o usuário e seu sistema. Através destes interpretadores, o usuário manda um comando, e ointerpretador o executa no sistema. Eles são a "Shell" do sistema Linux. Usaremos o interpretador de comandos bash, por ser mais "extenso" que o sh, e para que haja uma melhor compreensão das informações obtidas aqui, é bom ter uma base sobre o conceito de lógica de programação. Uma das vantagens destes shell scripts é que eles não precisam ser compilados, ou seja, basta apenas criar um arquivo textoqualquer, e inserir comandos à ele. Para dar à este arquivo a definição de "shell script", teremos que incluir uma linha no começo do arquivo (#!/bin/bash) e torná−lo "executável", utilizando o comando chmod. Vamos seguir com um pequeno exemplo de um shell script que mostre na tela: "Nossa! Estou vivo!":
#!/bin/bash echo 'Nossa! Estou vivo!'

Programando em shell−script

1

Programando emshell−script

Fácil, hein? A primeira linha indica que todas as outras linhas abaixo deverão ser executadas pelo bash (que se localiza em /bin/bash), e a segunda linha imprimirá na tela a frase "Nossa! Estou vivo!", utilizando o comando echo, que serve justamente para isto. Como você pôde ver, todos os comandos que você digita diretamente na linha de comando, você poderá incluir no seu shell script,criando uma série de comandos, e é essa combinação de comandos que forma o chamado shell script. Tente também dar o comando 'file arquivo' e veja que a definição dele é de Bourne−Again Shell Script (Bash Script). Contudo, para o arquivo poder se executável, você tem de atribuir o comando de executável para ele. E como citamos anteriormente, o comando chmod se encarrega disto:
$ chmod +x arquivoPronto, o arquivo poderá ser executado com um simples "./arquivo". Conceito de Variáveis em shell script Variáveis são caracteres que armazenam dados, uma espécie de atalho. O bash reconhece uma variável quando ela começa com $, ou seja, a diferença entre 'palavra' e '$palavra' é que a primeira é uma palavra qualquer, e a outra uma variável. Para definir uma variável, utilizamos a seguintesintaxe:
variavel="valor"

O 'valor' será atribuído a 'variável '. Valor pode ser uma frase, números, e até outras variáveis e comandos. O valor pode ser expressado entre as aspas (""), apóstrofos ('') ou crases (``). As aspas vão interpretar as variáveis que estiverem dentro do valor, os apóstrofos lerão o valor literalmente, sem interpretar nada, e as crases vão interpretar um comando e retornar...
tracking img