Processos Grupais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1755 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 7: Conceitos e ideologias grupais
O que é Multi, inter e transdisciplinaridade?
1) Multidisciplinaridade: Surge como veiculo para que não se fragmente a práxis oriunda desses novos aportes cognitivos.
Observou-se, então, que apenas agrupar profissionais de diferentes disciplinas para que cada um contribuísse com sua cota de saber especializado não bastava para se esquivar dosprejuízos da pratica fragmentada.
2) Interdisciplinaridade: Aprendizado da interação, da utilização dos feedbacks proporcionados pelas trocas “desierarquizadas” entre os diferentes saberes. Apoia-se no elemento “conexão” entre as disciplinas e seus postulantes e é, portanto, essencialmente uma pratica grupal.
3) Transdisciplinaridade: Evoca a possibilidade de encontrarmos algo que possa sercompartilhado por várias ou todas as disciplinas e que, por outro lado, lhes dê um sentido que transcenda a epistemologia singular de cada uma. Podemos situá-la na chamada “teoria da complexidade”, que sugere que nada está isolado no universo e que tudo está em relação. Seu componente sociopolítico está presente no fenômeno da globalização.
Outra das postulações desta teoria é que o universo é fruto de ummovimento dialógico entre ordem e desordem e que tudo se fez ou nasceu de encontros aleatórios (noção do “caos”).

A concepção dos grupos e a Metadisciplinaridade
A concepção dos grupos ou sistemas humanos apóia-se no reconhecimento e na instrumentação da diversidade de seus componentes e da natureza processual de sua essência, ou seja, algo que se move do estado indiferenciado do conjunto depessoas que forma o grupo para um estado sempre renovado e imprevisível de transformações acionadas pelas interações que nele ocorrem. O sentido “trans” é dado pelo compartilhamento da condição humana em sua multifacetada realidade.
A metadisciplinaridade (o que está além dos limites das disciplinas e seus conteúdos e que nos sugere um sentido prospectivo do que está por vir). Buscamos o que possaestar mais adiante do que aqui se esboçou como os fundamentos de uma disciplina que faz fronteiras com os territórios assinalados e que tem por alicerces os marcos referenciais teóricos resenhados.
Corporativismo e cooperativismo
Apesar de ambos os conceitos terem ideia de grupalidade, as motivações são distintas. O corporativismo nasceu do fascismo, visando a unificar sindicatos de patrões eempregados do mesmo ramo para harmonizar seus interesses e pô-los a serviço do estado centralizador. Adaptando seu conceito, é um sistema grupal que preconiza a coesão intragrupo, logo a desagregação do tecido social pelo estímulo à rivalidade e implícita desconsideração dos direitos alheios.
O Cooperativismo tem seus conceitos vinculados a conceitos de socialismo utópico. Também são usados emmeio as cooperativas onde pretendem autonomizar-se em relação aos interesses alheios aos dos grupos que as constituem para garantir melhor desempenho e ganhos para os membros. Tem uma feição pacífica de construção do tecido social através do reconhecimento e aceitação da alteridade e dos direitos de todos.
De forma resumida, o corporativismo quer dizer: Defesa dos interesses de uma corporação pelosseus membros; ou seja, defesa do próprio interesse. Cooperativismo, quer dizer: Que coopera, em que há cooperação; que age em função de outros.
Capítulo 8
Noção de ambiência: Reciclando o lixo psíquico
Vamos começar falando sobre o lixo! Como todos sabemos o lixo é tudo aquilo que não é mais utilizado na construção e na transformação da matéria-prima em produto final, é aquilo não se pode maisaproveitar.
Até bem pouco tempo atrás acreditávamos que a natureza sempre dava conta de absorver o lixo mais cedo ou, mas tarde, tanto q não havia uma preocupação com o destino que se daria a esse lixo, sem perceber, fomos durante anos destruindo a natureza por pura ignorância, não percebíamos que não deveríamos apenas “sugar” da natureza o que ela nos dava como alimento e matéria-prima para...
tracking img