Principios da contabilidade de custos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2425 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Contabilidade de Custos










CURITIBA
2011





























Princípios fundamentais de Contabilidade aplicados à Contabilidade de Custos.


































CURITIBA
2011






Sumário
Introdução 4
Princípios da Contabilidade de Custos 4
Denominador Comum 4
DenominadorComum Monetário 4
Realização da Receita 4
Confronto das Despesas com as Receitas e com os Períodos 4
Convenções Contábeis 4
Convenção da objetividade 4
Convenção da materialidade 4
Convenção do conservadorismo 4
Convenção da consistência 4
TEORIAS APLICADAS 4
Referências Bibliográficas 4










Introdução
A Contabilidade de Custos nasceu da Contabilidadefinanceira, quando da necessidade de avaliar estoques na indústria, mais especificamente com o início da Revolução industrial. Anteriormente a esse período, os produtos era fabricados por artesãos que, via de regra, não constituíam pessoas jurídicas e pouco preocupavam-se com o cálculo de custos.
A contabilidade nessa época, tinha sua aplicação maior no segmento comercial, sendo utilizadapara apuração do resultado do exercício. Porém, com o incremento da indústria surge a necessidade de cálculo de custos para formação de estoques. Os comerciantes para apurar o resultado do exercício somavam as receitas e subtraíam delas o custo da mercadoria vendida, gerando o lucro bruto. Do lucro bruto eram deduzidas as demais despesas e, assim, encontravam o lucro ou prejuízo do período (essesistema de apuração ainda hoje é utilizado pela contabilidade).
Na atividade comercial o custo da mercadoria vendida era fácil de ser identificado, uma vez que sua composição resulta do valor pago pela mercadoria, mais tributos não compensáveis, mais fretes pagos e seguros. No caso de haver variação de estoques, aplica-se a fórmula envolvendo, estoque inicial, compras e estoque final para seencontrar o CMV.
No segmento industrial, a mesma sistemática de cálculo de custo dos produtos não poderia ser utilizada, uma vez que o fabricante compra materiais e os transforma, paga mão-de-obra para elaborá-los e ainda consumo uma infinidade de outros custos (energia, água etc.), para enfim gerar o bem para venda.
Nessa situação, na qual vários insumos são consumidos paraelaboração de um novo produto, não é tão simples o cálculo de custos a ser implementado. Essa dificuldade ou necessidade fez surgir a contabilidade de custos, inicialmente com a finalidade de mensurar os estoques produzidos e determinar o resultado do exercício. A partir da revolução industrial a contabilidade de custos muito evoluiu, passando a gerar informações, não só para controle, mas também para oplanejamento e tomada de decisão.
A contabilidade de custos aparece pela primeira vez com técnica independente e sistemática, nos Estados Unidos, envolvendo a produção industrial, sobretudo estudando os problemas de mão-de-obra e repercussões no custo industrial. Mais tarde, passou a preocupar-se, de modo menos empírico com os custos de material consumido (direto) nas operações, buscando avisão global do processo produtivo, instante em que são discutidos os maiores entraves da Contabilidade de Custos, os chamados Custos Indiretos de Fabricação (CIF). Também denominados de despesas indiretas de fabricação, para outros despesas gerais, custos indiretos e ou ainda de overhead.


Princípios da Contabilidade de Custos
❖ Denominador Comum Monetário;
❖ Realização daReceita;
❖ Custo como Base de Valor;
❖ Confronto das Despesas com as Receitas e com os Períodos


Denominador Comum Monetário
Visa permitir a comparação de operações que abrangem bens, direitos e deveres com diferentes naturezas através de demonstrações contábeis expressas em termos de unidades monetárias, porém nem sempre pode ser similar, caso a moedas...
tracking img