Principais pensadores renascentistas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2084 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Principais Acontecimentos dos Séculos XV e XVI
Os séculos XV e XVI foram marcados pela transição entre a Idade Média e a Idade Moderna e o nascimento do capitalismo. As transições marcam na cultura, sociedade, economia, política e religião do período, significando uma ruptura com as estrutura medievais, o termo “Renascentismo” é mais bem colocado para descrever seu impacto na filosofia, nasciências e nas artes em geral.
É chamado renascimento pelo resgate de valore e referências culturais da antiguidade clássica, direcionando as mudanças da época à uma ideologia humanista e naturalista. O início do renascimento como conhecemos hoje é marcado pela publicação da obra de Jacob Burckhardt. A cultura do Renascimento na Itália, onde ele se refere ao período como uma época de descoberta domundo e do homem.
O Cinquecento (século XVI) é a derradeira fase da Renascença, quando o movimento se transforma, se expande para outras partes da Europa e Roma sobrepuja definitivamente Florença como centro cultural, especialmente a partir do pontificado de Júlio II. Com a fixação na cidade de Roma de mestres do porte de Rafael, Michelangelo e Bramante formou-se uma escola local, tornando acidade o mais rico repositório da arte da Alta Renascença e da sua continuação cinquecentesca, onde a política cultural do papado deu uma feição característica a toda esta fase. Boa parte dessa nova influência influenciou na recriação de práticas sociais e simbólicas que imitavam as da Antiguidade, como os grandes cortejos de triunfo, as festas públicas suntuosas, as representações plásticas eteatrais grandiloquentes, cheias de figuras históricas, mitológicas e alegóricas.

*
Filosofia Renascentista.
A transição da Idade Média para a Idade Moderna foi marcada pelo Renascimento e pelo Humanismo.  Nesse período de transição, a redescoberta de textos de Aristóteles e Platão contribuiu para que o interesse filosófico saísse dos estudos técnicos de lógica, metafísica e teologia e sevoltasse para estudos ecléticos nas áreas da filologia, da moralidade e do misticismo. Averróis (1126-1189) propôs uma nova interpretação de Aristóteles: a separação total da filosofia e da fé. Em Pádua, Pietro Pompanazzi (1462-1525) fundamentou a doutrina filosófica naturalista. Os estudos dos clássicos e das letras receberam uma ênfase inédita e desenvolveram-se de modo independenteda escolástica tradicional. A produção e disseminação do conhecimento e das artes deixam de ser uma exclusividade das universidades e dos acadêmicos profissionais, e isso contribui para que a filosofia vá aos poucos se desvencilhando da teologia. Em lugar de Deus e da religião, o conceito de homem assume o centro das ocupações artísticas, literárias e filosóficas. Entretanto a verdadeira filosofia humanista,impregnada pelo pensamento de Platão, consolidou-se com Marsilo Ficino (1433-1499), protegido por mecenas como Cosme e Lourenço, o Magnífico. Ficino escreveu a Teologia Platônica, em que criou uma ontologia para o neoplatonismo: "Deus é o ser de que emanam todos os outros seres, hierarquizados segundo suas ordens de pureza. As almas austrais e anjos são puras criaturas celestiais, imortais eperfeitas, que asseguram a marcha que compõe o universo incorruptível. Em contraposição, encontra-se o universo material, composto por criaturas e idéias próximas de Deus, que necessitam de formas sensíveis para existir, mas estas formas não são mais que traduções imperfeitas e corruptíveis dos arquétipos divinos". Em síntese, no centro do cosmos, o homem era alma imortal, imagem de Deus, criaturaprivilegiada entre todas, embora sendo material. Sua vocação para o conhecimento ultrapassava o mundo das aparências sensíveis e atingia as idéias, que lhe permitiam alcançar Deus.
O renascimento revigorou a concepção da natureza como um todo orgânico, sujeito à compreensão e influência humanas. De uma forma ou de outra, essa concepção está presente nos trabalhos de Nicolau de Cusa, Giordano...
tracking img