Primeiros socorros em afogamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2006 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PRIMEIROS SOCORROS EM AFOGAMENTO:
Um estudo da estrutura corporal na ocorrência de afogamento, a resposta do corpo.


1. Introdução:
Afogamento é um tipo de acidente muito comum, principalmente no verão, quando a quantidade de banhistas nas praias e piscinas é bem maior.
Os afogamentos podem ser ocasionados por diversos tipos de acidentes, tais como mergulhos em águas rasas, abusos deálcool antes de entrar no mar, cãibras ou desmaios durante a prática de natação em águas profundas, acidentes com veículos aquáticos, etc.
Afogamento pode ser definido como uma sufocação na água. Esta sufocação pode ser provocada pela inundação das vias aéreas ou pelo fechamento da glote, estimulada pela presença de líquidos (espasmo de laringe). Nos dois casos, o resultado final será a asfixia(hipóxia) resultante da falta de oxigênio. As células nervosas são as primeiras a sofrer com a privação de oxigênio, morrendo em poucos minutos.

















2. Fundamentação Teórica:
O socorrista
Deve promover o resgate imediato e apropriado, nunca gerando situação em que ambos (vítima e socorrista) possam se afogar, sabendo que a prioridade no resgate não é retirar apessoa da água, mas fornecer-lhe um meio de apoio que poderá ser qualquer material que flutue, ou ainda, o seu transporte até um local em que esta possa ficar em pé. O socorrista deve saber reconhecer uma apnéia, uma parada cardiorrespiratória (PCR) e saber prestar reanimação cardiopulmonar (RCP)
O resgate
O resgate deve ser feito por fases consecutivas: Compreendendo a fase de observação, deentrada na água, de abordagem da vítima, de reboque da vítima e o atendimento da mesma.
Fase de observação
Implica na observação do acidente, o socorrista deve verificar a profundidade do local, o número de vítimas envolvidas, o material disponível para o resgate.
O socorrista deve tentar o socorro sem a sua entrada na água, estendendo qualquer material a sua disposição que tenha apropriedade de boiar na água, não se deve atirar nada que possa vir a ferir a vítima.
Em casos de dispor de um barco para o resgate, sendo este com estabilidade duvidosa a vítima não deve ser colocada dentro do mesmo, pois estará muito agitada.
Fase de entrada na água
O socorrista deve certificar-se que a vítima está visualizando-o. Ao ocorrer em uma piscina à entrada deve ser diagonal à vítima edeve ser feita da parte rasa para a parte funda. Sendo no mar ou rio a entrada deve ser diagonal à vítima e também diagonal à corrente ou à correnteza respectivamente.
Fase de Abordagem
Esta fase ocorre em duas etapas distintas: Abordagem verbal; Ocorre a uma distância média de 03 metros da vítima. O socorrista vai identificar-se e tentar acalmar a vítima. Caso consiga, dar-lhe-á instruçõespara que se posicione de costas habilitando uma aproximação sem riscos.
Abordagem física: O socorrista deve fornecer algo em que a vítima possa se apoiar, só então o socorrista se aproximará fisicamente e segurará a vítima fazendo do seguinte modo: O braço de dominância do socorrista deve ficar livre para ajudar no nado, já o outro braço será utilizado para segurar a vítima, sendo passado abaixoda axila da vítima e apoiando o peito da mesma, essa mão será usada para segurar o queixo do afogado de forma que este fique fora da água.




"O SOCORRISTA NÃO PODE PERMITIR
QUE A VÍTIMA O AGARRE"



Fase de reboque
O nado utilizado será o "Over arms" também conhecido como nado militar, ou nado de sapo. Quando em piscinas e lagos o objetivo sempre será conduzir a vítima para aporção mais rasa. No mar, será admitido o transporte até a praia, quando a vítima estiver consciente e quando o mar oferecer condições para tanto, será admitido o transporte para o alto mar (local profundo e de extrema calmaria), quando a vítima apresentar-se inconsciente e o mar estiver extremamente revolto (essa atitude dará condições ao socorrista de repensar o salvamento). Caso exista...
tracking img