Pressoes anormais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EFEITOS SOBRE A SAÚDE DEVIDO À
EFEITOS
DE
EXPOSIÇÃO AOS AGENTES FÍSICOS (PRESSÕES
ES
ANORMAIS E NÍVEL DE ILUMINAÇÃO)
ANORMAIS
PARTE II

ATENÇÃO
ATEN


Diferença entre agente e risco



Pela NR 9, pressões anormais (risco físico)
sico)



Pela NR 17, iluminamento (risco ergonômico)



Pressões anormais - pela NR 15 (atividades e operações insalubres),
es
es
noAnexo 6 (trabalhos sob condições hiperbáricas) os trabalhadores
no
es hiperb
os
têm direito a receber adicional de insalubridade



Condições hiperbáricas - trabalhos sob ar comprimido e dos trabalhos
es hiperb
trabalhos
submersos
submersos

PRESSÕES ANORMAIS
PRESS

Princípios da física aplicada
Princ


Leis dos gases:
Boyle – o volume de um gás varia inversamente com apressão
absoluta
absoluta
Dalton – em uma mistura de gases, a pressão exercida por um
exercida
desses gases é a mesma que a exercida caso ocupasse sozinho o
mesma
mesmo volume
mesmo
Henry – quantidade de gás que se dissolve em um líquido é
quido
proporcional à pressão parcial deste gás
proporcional
ATA
ATA
1
2
3
4

PROFUNDIDADE (METROS)
0
10
20
30

VOLUME RELATIVO
100%
100%50%
50%
33,3%
33,3%
25%

Princípios da física aplicada
Princ





Acima do nível do mar
3000 m – 523 mmHg PO2 no ar: 110 mmHg SO2: 67%
6000 m – 349 mmHg PO2 no ar: 73 mmHg SO2: 40%
6800 m – 330 mmHg
9144 m – 226 mmHg PO2 no ar: 47 mmHg SO2: 21%
12192 m – 141 mmHg PO2 no ar: 29 mmHg SO2: 12%
Ao nível do mar – 760mmHg (1ATA*) PO2 no ar: 159mmHg SO2: 97%
vel
Submerso 10m –1520 mmHg (2ATA)
Submerso
20m – 2280 mmHg (3ATA)
20m

* ATA – atmosfera absoluta
ATA

Princípios da física aplicada
Princ







Metros
0
3000
6000
6000
9000
9000
12000
12000

Temperatura (Celsius)
24
0
- 22
- 44
- 55

Curiosidades
Curiosidades


Moderada altitude – 2300m (2 semanas para aclimatar)
Moderada
Cada elevação adicional de 610 m mais 1semana até 4572m
Cada












Vida permanente – 5300 m acima do nível do mar
Vida
Paraquedismo – 3600m
Paraquedismo 3600m
Monomotores e bi-motores a hélice com cabine não pressurizada,
pressurizada,
voam normalmente numa altitude entre 2.000 e 4.000 m (6.000 a
12.000 pés)
12.000
A partir de 4,5km difícil respiração sem pressurização
Aviões turbo-hélice de váriosmotores com cabine pressurizada
rios
(Brasíllia) - entre 5.000 e 10.000 m (15.000 a 30.000 pés). Mais sujeito
(Bras ia)
s).
às variações climáticas
Altitude de cruzeiro de vôo comercial – média de 11000 m (entre 9 e
comercial
dia
13). Menos resistência menos gasto de combustível
13).
Em 60% a 70% dos casos existe um médico entre os passageiros de
dico
avião.
avi

Manobras deequalização
Manobras


Tuba auditiva (trompa de Eustáquio) – abre 1 x por minuto durante a
quio) abre
vigília e 1 x a cada 5 minutos durante sono
vig



Manobras: a cada 3 metros
Mastigar,engolir e cabeça para frente
Mastigar,engolir
Valsalva
Valsalva
Frenzel ou Marcante Odaglia
Frenzel
BTV (Béance Tubaire Volontaire)
BTV
ance
Toynbee (bifásica)
Toynbee



ATIVIDADES SOBCONDIÇÕES HIPERBÁRICAS:

1.

Mergulho civil (livre, raso e profundo)

2.

Mergulho militar (convencional, operações militares táticas)

3.

Construção civil: tubulão pneumático e túnel pressurizado
civil: tubul

4.

Medicina: recompressão terapêutica e oxigenoterapia hiperbárica
Medicina: recompress
utica oxigenoterapia

FATORES PREDISPONENTES:






rinite alérgica;vegetações adenóiides
des
hipertróficas;
hipertr

velocidade da compressão;



proximidade da superfície;



hábito e treinamento;



problemas nasais;



fatores psicoemocionais;



problemas cicatriciais (trompa,
problemas
rinofaringe, etc.);
rinofaringe,



infecção das vias aéreas
reas
superiores;
superiores;



problemas dentários (máoclusão);...
tracking img