Presidente de portugal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (821 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
António Ramalho Eanes

"Sou Presidente de todos os portugueses"

Ramalho Eanes nasceu em Alcains, concelho de Castelo Branco numa família humilde. Filho de Manuel dos Santos Eanes e Maria doRosário Ramalho. A formação tem início em 1942, quando entra para o Liceu de Castelo Branco.
Segue a carreira das armas entrando para o exército em 1952, estudando tácticas militares (Escola do Exército,de 1952 a 1956; Estágio CIOE-Curso de Instrução de Operações Especiais, em 1962; instrutor de Acção Psicológica no Instituto de Altos Estudos Militares, em 1962). Frequenta, ainda, o InstitutoSuperior de Psicologia Aplicada, durante três anos.
No exército, Ramalho Eanes segue a arma de Infantaria. Serve na Guerra Colonial onde combateu na Índia Portuguesa, Macau, Moçambique, Guiné-Bissau eAngola.

Depois de demorada carreira de combatente, Eanes encontrava-se ainda em serviço em Angola aquando da revolução de 25 de Abril. Aderiu ao Movimento das Forças Armadas e, regressado a Portugal,foi director de programas e nomeado presidente do conselho de administração da RTP, até Março de 1975.
Em 1975, então com a patente de Tenente-Coronel, dirigiu as operações militares do 25 de Novembrodesse mesmo ano, contra a facção mais radical do MFA. Em 1976 foi eleito Presidente da República, sendo reeleito em finais de 1980.
Devido ao seu desempenho, Ramalho Eanes facilmente reuniu em tornoda sua candidatura a presidente da República, em 1976, o apoio de três dos quatro partidos principais de então: o Partido Socialista (PS), o Partido Social Democrata (PSD) e o Centro DemocráticoSocial (CDS). Sá Carneiro e o PPD anunciaram o apoio a 28 de Abril e o PS a 12 de Maio, dois dias antes da apresentação da candidatura. Ramalho Eanes era o candidato presidencial dos que defendiam o fim doPREC (processo revolucionário em curso), batendo-se, sobretudo, contra Otelo Saraiva de Carvalho e Octávio Pato.

A garantia de estabilidade e segurança que representava, depois de momentos tão...
tracking img