Presente, passado e futuro: o “envelheser” sob a visão analítica junguiana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6450 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

“O ser humano não chegaria aos setenta ou oitenta anos, se esta longevidade não tivesse um significado para a sua espécie. Por isso, a tarda da vida humana deve ter também um significado e uma finalidade próprios, e não pode ser apenas um lastimoso apêndice da manha da vida.” (C. G. Jung)

A velhice é caracterizada como um período de perdas e limitações, visto os valores dados àjuventude, ligados à beleza física, produtividade e agilidade (SCHWARZ, 2008). A mesma autora ao citar Beauvoir (1970/1986) comenta a dimensão existencial da velhice, onde há uma modificação da relação do indivíduo com o mundo e com a sua própria história, de forma que a decadência e a finitude são mais apontadas por aqueles que convivem com o idoso do que pela própria pessoa.
Néri (2002),explica três teorias psicológicas do envelhecimento, sendo elas o Paradigma de Mudança Ordenada, o Paradigma Contextualista e o Paradigma Dialético. O primeiro refere-se ao desenvolvimento como um seguimento de padrões ordenados de mudanças universais de origem ontogenética; o segundo tem como palavras-chave a “interação” e a “socialização”, crendo que as mudanças evolutivas ocorrem pela interação doindivíduo com as influências sociais que este sofre; enquanto o terceiro focaliza a mudança através de uma causalidade recíproca, sem determinação e com uma atuação conjunta de processos individuais e históricos.
A proposta de realizar esta atividade teve sua origem na necessidade de articular teoria e prática, buscando, por meio de uma prática de campo, perceber como os idosos institucionalizadose não institucionalizados constroem suas perspectivas de vida e sua auto-imagem.
Este trabalho se insere na linha de pesquisa social em Psicologia do Desenvolvimento, área que se desenvolveu ao longo do século XX, modificando e ampliando seu foco de abrangência, buscando, especialmente nas últimas décadas, compreender o envelhecimento no contexto que se desenvolve. Para tal, será utilizada avisão de Homem da abordagem analítica Junguiana, contribuindo com o conceito de metanóia que valoriza a 2a metade da vida, momento de resgatar o modo próprio e singular de ser no mundo, habitando-o de forma prazerosa e confortável. A esse processo de aceitação de si mesmo, Jung denomina, na sua teoria do desenvolvimento da personalidade como Individuação.
Essa atividade institucional está vinculadaaos estudos acadêmicos da formação em Psicologia, configurando, desta maneira, o desenvolvimento do idoso nesse contexto, como a temática básica desse estudo.

OBJETIVOS
Geral
Verificar como é apreendido o envelhecer de um idoso não institucionalizado com base na teoria analítica junguiana.
Específicos
- Descrever as percepções dos idosos sobre sua trajetória de vida
- Caracterizar como oidoso se auto-define, no que se refere a sua imagem corporal
- Definir como o idoso pensa acerca do que os outros pensam dele
- Identificar quais são as perspectivas futuras dos idosos
- Pontuar os desejos do idoso em relação a si - próprio e à sociedade
- Analisar criticamente a relação existente entre teoria e prática
- Realizar leitura dos conteúdos trazidos pelos idosos nas entrevistascom base na teoria analítica Junguiana
- Contribuir com a formação profissional do psicólogo

MÉTODO
Os alunos do Curso de Psicologia da Universidade Sagrado Coração (USC/Bauru) que estão cursando a disciplina Psicologia do desenvolvimento IV, sob a responsabilidade do professor doutor Rinaldo Correr, realizarão uma entrevista junto a idosos institucionalizados na Vila Vicentina e outros nãoinstitucionalizados. Optou-se por um enfoque qualitativo, no qual, a prioridade será a escuta atenta dos idosos acerca dos pontos priorizados no instrumento elaborado (anexo). O roteiro para a realização da entrevista foi desenvolvido no decorrer das discussões teóricas em sala de aula.

1. Participantes
Entrevistar 1 idoso não instituicionalizado, que participa do Projeto na Vila Vicentina....
tracking img