Preconceito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4319 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
Trabalho de pedagogia





















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 ESTEREÓTIPOS, DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO. 4
2.1 ESTEREÓTIPOS. 4
2.2 PRECONCEITO. 5
2.3 DISCRIMINAÇÃO. 6

3 PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO NO ESPAÇO ESCOLA. 8
3.1Planos de ação para minização do preconceito e discriminação no ambiente escolar. 9
3.1.1 ATIVIDADE 1 – VIVA A DIFERENÇA – MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA – ANA MARIA MACHADO. 9
3.1.1.1 PASSO A PASSO 10
3.1.1.2 IDÉIAS PRINCIPAIS: 11
3.1.2 ATIVIDADE 2 – VIVA A DIFERENÇA – CABELOS, CABELINHO E CABELÕES – ANA MARIA MACHADO 11
3.1.2.1 PASSO A PASSO: 12
3.1.2.2 IDÉIAS PRINCIPAIS: 13

CONCLUSÃO 14REFERÊNCIAS 17

APÊNDICES 18

APÊNDICE A – Internet (Google e Biblioteca Digital Unopar) 18
INTRODUÇÃO


Com o avanço da sociedade temos a obrigação de avançar no sentido de humanização das nações, evitando a descriminação em todas as áreas existentes, e principalmente no ambiente de ensino, onde formamos a criança para o futuro... Futuro este que deverá cada vez maisnão aceitar as diferenças sejam elas de raça, religião, cor, entre outras. Estereótipos, preconceitos e descriminação significam uma atitude hostil ou negativa dirigida a um grupo, com base apenas numa característica desse grupo, pois a descriminação é fruto da ignorância, e do desconhecido.
Portanto, a produção a seguir descreverá a existência do preconceito no ambiente escolar,projetando alguns pontos onde podemos nos amparar para evoluirmos no sentido de minimizar a descriminação e o preconceito na sala de aula.
Ficará relatada ainda a importância do pedagogo neste processo, o qual o mesmo é ponto essencial na evolução da consciência humana, pois participa da formação inicial do indivíduo.
Enfim, a proposta de trabalho a ser realizadaindividualmente, baseará na proposta fundamentada na Legislação, artigo 5º e 7º da Constituição Federal e da Declaração Universal dos Direitos Humanos, encontra-se assegurado que todos os seres humanos são iguais, indiferente de raça, classe social, cor ou credo.






















estereótipos, preconceito e discriminação.

O tema descriminação e preconceitosão muito discutidos nos dias de hoje, é inadmissível ainda a existência de preconceitos e descriminação, tais como: racial, linguístico, social, religioso e contra as mulheres.
Não podemos aceitar estatísticas que apontem que um homem de raça branca tem o dobro de chance de alcançar um emprego do que um homem de raça negra com a mesma qualificação. Temos que cada vez maisdesenvolvermos processo que minimizem estes estereótipos, buscando a convivência através de uma atitude comunitária, através da igualdade social e de tarefas cooperativas, bem como a criação cada vez mais de Normas Comportamentais que promovam a igualdade social.

1 ESTEREÓTIPOS.

Os estereótipos constituem uma generalização sobre um determinado grupo, onde características idênticas sãodadas a todos os membros do grupo, não se tratando necessariamente de ato emocional, positiva ou negativa, bem como não produz necessariamente discriminação. Podemos citar com exemplo de estereótipo a dificuldade em mudanças, a generalização do grupo em geral, entre outra.
Os estereótipos nascem da estrutura cognitiva partilhada, debaixo das quais estão sistemas de valores transmitidospelos agentes de socialização (família, escola, mídia...), e que se mantém resistindo à mudanças, apesar das evidencias ao contrário, é a imagem preconcebida de determinada pessoa, coisa ou situação. São usados principalmente para definir e limitar pessoas ou grupo de pessoas na sociedade. Sua aceitação é ampla e culturalmente difundida no ocidente sendo um grande motivador de preconceito e...
tracking img