Preconceito linguistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2370 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PRECONCEITO LINGUISTICO

Mito: n°1
‘’ O português do Brasil apresenta
uma unidade surpreendente’’

O Autor Marcos Bagno, apresenta em seu livro Preconceito Linguístico, vários mitos relacionados a língua portuguesa falada no Brasil, dentro desses mitos podemos apontar com precisão que esse mito n° 1 tem de uma mera importância dentro da mitologia do preconceito linguístico do Brasil.Devido a se enraizar dentro de nossa cultura, prejudicando o que se é ensinado nas escolas, pois as escolas acaba impondo uma norma linguística, como se ela fosse a única usada entre todos os cento e noventa milhões de brasileiros, independente de sua idade. No Brasil são faladas mais de duzentas línguas diferentes, entres todos os povos existentes no Brasil. Sendo assim comprovado e aprovado quenão existe uma única língua uniforme e homogênea, isto é a nossa língua se fala em várias maneiras diferentes chamamos de multilíngue. Podemos assim considerar que o monolinguíssimo é como uma ficção, diante de um país que se fala varias línguas diversificadas.
Já que o Brasil a língua mais falada é o português brasileiro, esse mesmo português apresenta um alto grau de variabilidade e diversidade,não só por causa da grande extensão territorial do país , que gera as diferenças regionais, isto é a língua falada não vem ao encontro da norma culta, resultando um grande prejuízo ,fazendo algumas vítimas de preconceito.
Em 2006 o Brasil ocupava a oitava posição como o pior de distribuição de renda no Mundo, superado por setes nações africanas, algumas das mais pobres do planeta, (enquanto oBrasil está entre as maiores economias da atualidade, ou seja, o Brasil é um país que contem suas riquezas, mas mal distribuídas por varias pessoas, que não tem o interesse de ser bem

administrada essa riqueza , devido a essa mau administração, existem graves diferenças de status socioeconômico, atribuindo o aumento de pessoas ao analfabetismo, moradores de zona rural, das periferias dasgrandes cidades, que levando em conta são a maioria da nossa população, e sendo os prestigiados os falantes os mais escolarizados e de poder aquisitivo mais elevado, acarretando também um trágico desastre linguístico.
Segundo Marcos Bagno, o desastre é ainda bem maior que parece, pois a ideologia que a forma correta de se falar se encontra na norma padrão tradicional, que parece mais simples nasgramaticas normativas, que muitos chamam de norma- culta . Observa uma citação muito importante:
‘’A língua é como um rio que se renova, enquanto a gramatica normativa é como a água do igapó, que envelhece, não gera vida nova a não ser que venham as inundações´´.(Bagno ,2004,p.10)
A educação de qualidade é privilegio de poucos, assim sendo de milhões de brasileiros continuam no domínio das formasprestigiadas do uso de língua. Sendo assim, podemos chamar essas pessoas que não tem teto ,não tem escola ,nem trabalho como pessoas sem’’ língua’, isto é pessoas que desconhece a língua, que é empregada nas instituições , órgãos de poder, os sem línguas, assim chamados, por não ter o letramento em relação a língua falada, devido a isso são ridicularizados, são censurados, sendo alvos dechacotas, pelas as pessoas urbanas que são letradas.
Diante de uma pesquisa de estudo, constataram-se que o índice de brasileiros que vivem em condições precárias, com baixa renda é alarmante, devido a falta de entendimento dessa forma de norma padrão tradicional difícil de ser compreendida, quando enviada mensagens para poder público.



Esse círculo vicioso do preconceito linguístico se formapela união de três dos elementos [...] “a gramática tradicional, os métodos tradicionais de ensino e os livros didáticos”. (Bagno 2004 p.33).
A Constituição afirma que somos todos iguais perante a lei, mas nem todos conseguem compreender, pois parte da constituição já vem socialmente discriminada. Devido a falta de entendimento da linguagem empregada pelos órgãos públicos, dentro das leis da...
tracking img