Preconceito linguistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (279 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
O Brasil não é o grande fundador da língua portuguesa, mas hoje em dia é o país que mais fala o idioma no mundo, totalizando mais de 192 milhões de habitantes, oúnico país que fala o português na América.Não há se quer um país que o monolinguismo se faz presente, isso já foi comprovado cientificamente; e no Brasil não é diferente.O português brasileiro sofreu fortes influências, além das diversas línguas indígenas, o espanhol e o francês pelas invasões, as línguas africanas devido o tráfico negreiroe posteriormente, com a imigração, outras línguas européias. Por isso hoje no Brasil a língua falada é bastante heterogenia e uma estrutura gramatical peculiar o portuguêsbrasileiro contém diversidade e variabilidade, muitos falares. Com todos esses processos começou a ocorrer o preconceito lingüístico.
Os brasileiros têm acordado para umareforma na ética e na moral do ser humano, concretizando leis que punem o preconceito contra as mulheres, negros e homossexuais, fora a mídia que também foca nas propagandas,palestras e campanhas contra esses preconceitos, mas acabam esquecendo de um que está presente a todo momento no nosso dia a dia, dentro das salas de aulas, entrevistas deemprego, debates políticos e até mesmo nas redes sociais que o é o preconceito lingüístico, mais conhecido como o preconceito “invisível”.
A gramática normativa tem seusméritos e suas devidas procedências, mas é parcial, pois leva o indivíduo a seguir sua aplicação rígida, intolerante que torna a grande vilã do preconceito lingüísticomenosprezando as pessoas que usam a linguagem não padrão devido a regionalidade, contexto social e familiar que elas foram criadas, esquecem que o mais importante de tudo é se comunicar.
tracking img