Pre-urbanismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3613 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CHARLES FOURIER
(1772-1837)



A Gênese do Urbanismo Moderno

A Revolução Industrial, que nasce na Inglaterra, lança toda uma população operária nas cidades, que não estão preparadas para acolhê-las. Resulta uma proliferação de cortiços. As famílias operárias amontoam-se em locais estreitos e sem conforto em Lille, Liverpool e Manchester. Aos olhos dos contemporâneos, é toda a cidade queestá doente. Médicos, filantropos, sociólogos, economistas, romancistas, diante das epidemias e da delinqüência, vêem aí os frutos envenenados dos cortiços, as infecções de uma cidade má, acusada de corromper a raça humana, de destilar o vício e o crime.
Uma série de pensadores repudia a noção tradicional de cidade e elabora modelos que permitem reencontrar uma ordem perturbada pelo maquinismo. Édesta pesquisa que nasce a principal corrente do urbanismo moderno, a corrente progressista.


O Modelo Progressista

“O urbanismo progressista é obcecado pela modernidade”. A cidade do séc. XX devia ser de seu tempo, afirmar a contemporaneidade de tudo aquilo que se traduz como o avanço da técnica.
O modelo progressista pode-se definir a partir de obras tão diferentes quanto as de Owen,Forrier e entre os que contribuíram como Richardson, Cabet e Proudhon. Todos estes autores têm em comum uma mesma concepção do homem e a razão, que subtende e determina suas propostas relativas à cidade. Baseia-se numa concepção abstrata do homem, indivíduo mutável no tempo e no espaço. A ciência deve, portanto, permitir a definição exata de um modelo urbano perfeito que convenha a todo grupo humano.Tendo como fundamento a análise das funções urbanas acompanhadas de zoneamento: habitação, trabalho, lazer. A circulação é concebida como uma função distinta, independente em relação às edificações, com diferenciação de vias segundo velocidades.
O esquema urbano é concebido para o homem-padrão. Em qualquer lugar do mundo. Tanto para as grandes como para as pequenas cidades. Qualquer que seja oregime político ou o nível de desenvolvimento econômico.
O espaço do modelo progressista é amplamente aberto, rompido por vazios de verdes, têm como uma exigência a higiene. Relatam que o verde oferece particularmente um quadro para momentos de lazer, consagrado à jardinagem e à educação, uma sistemática ao corpo. O espaço urbano é traçado conforme uma análise das funções humanas. Classificam elocalizam separadamente as diversas formas de trabalho como industrial, liberal e agrícola. A lógica e a beleza devem coincidir. A cidade progressista recusa qualquer herança artística do passado, para submeter-se exclusivamente às leis de uma geometria natural, ela elimina a possibilidade de variantes ou adaptações a partir de um mesmo modelo.


Charles Fourier - Homem de Grande Poder deImaginação

Nascido em Besançon, filho de um modesto homem de negócios, Fourier estava mais interessado na arquitetura que nos negócios de seu pai. De fato, queria converter-se em engenheiro, mas a Escola de Engenharia Militar aceitava somente filhos da nobreza. Mais tarde Fourier se alegraria em não ter se tornado um engenheiro, porque segundo ele, esta profissão lhe teria consumido muito tempo,afastando-o de seu verdadeiro desejo: ajudar a Humanidade.
François Marie Charles Fourier foi um socialista francês da primeira parte do século XIX, um dos pais do cooperativismo.
A construção global de Fourier tem origem na crítica de sociedade contemporânea e a sua economia de sua época, e adversário da industrialização, da civilização urbana, do liberalismo, da família baseada no matrimônio ena monogamia, da moral burguesa e cristã, restritiva do desejo e do prazer. Em 1808 Fourier já argumentava abertamente em favor da igualdade de gênero entre homens e mulheres, apesar da palavra feminismo só ter surgido em 1837.
Grande parte das críticas de Fourier é voltada contra as posições que justificam e perpetuam o sofrimento humano como é o caso do cristianismo, do conservadorismo ou do...
tracking img