Pratica botanica ii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1201 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANALISE DAS FLORES HIBISCO E ALAMANDA

Ednesio Gonçalves da Rosa


RESUMO

A natureza com o decorrer dos anos desenvolveu estratégia para multiplicas suas espécies, e as flores não ficaram de fora deste processo, criando meios para facilitar sua polinização como o surgimento de flores andróginas que compõe órgão masculino e feminino em uma única flor, por esse motivo foi utilizado paraessa praticas o hibisco e a alamanda por terem suas estruturas bem definidas. Os insetos ganharam papel importante nesse processo de biodiversidade, levando o pólen de uma planta para outra, surgindo assim plantas mais resistente e com variações genéticas importantes para garantir a sobrevivência de muitas espécies.



Palavras-chave: Andróginas. Insetos. Polinização.


1 INTRODUÇÃOForam utilizadas as flores de hibisco e alamanda por serem plantas de fácil obtenção e por possuírem seu sistema de reprodução bem definido, alem de estruturas macroscópicas. Vejamos o que diz Amanda Dezze do Amaral, 2012 sobre as flores de hibisco:

O hibisco, hibiscus sabdariffa, é uma planta típica da Síria, muito usado como planta ornamental, devido sua coloraçãovermelha. É também devido a sua coloração, em grande parte, que o hibisco vem chamando a atenção para os benefícios que pode trazer para a saúde [...]. Usado como planta medicinal é utilizado principalmente como hipertensivo e redutor de colesterol, também atua em doenças do fígado e ajuda a impedir a oxidação de lipoproteínas de baixa densidade devido seu forte caráter antioxidante.As flores alamanda são arbustos utilizados frequentemente como cercas vivas em jardins e muros de residências, não muito compactas e com muitas flores, sendo essas tubulares e amarelas, que se formam durante todo o ano.


2 OBJETIVOS

• Visualizar as estruturas que compõem as flores, diferenciar as estruturas masculinas e femininas e compreender o processo de reprodução vegetal.• Identificar as diferentes formas de polinização e a fecundação.
• Correlacionar a interação entre o ambiente, os vegetais e demais seres vivos na preservação e diversidade das espécies.


3 MATERIAIS

✓ Estilete ou lamina de barbear.
✓ Flores frescas; Hibisco (Hibiscus rosa-sinensis sp.), Alamanda (allamanda cathartica).
✓ Lupa.
✓ Placas de petri.


4METODOLOGIA

Para essa pratica foram escolhidas flores típicas de nossa região, sabendo-se que flores incompletas são inviáveis sob o ponto de vista da reprodução.

O grupo começou identificando os tipos de flores como sendo hibisco e alamanda conforme figuras 1 e 2, começando pelas pétalas e procurando identificar as demais partes, em alguns momentos foi utilizada uma lupa paraauxiliar a visão.

FIGURA 1 - FLOR DE HIBISCO
[pic]
FONTE: O autor





FIGURA 2 – FLOR DE ALAMANDA
[pic]
FONTE: O autor


Com o auxilio de um estilete foi realizado um corte longitudinal do ovário da flor e em seguida com a utilização da lupa foram observadas todasas estruturas internas do ovário.

Foram realizados todos os procedimentos com os dois tipos de flores, sendo que em alguns momentos foram feitas algumas comparações sobre seus sistemas reprodutivos.


5 RESULTADOS


Depois de realizado o dessecamento das flores foi identificado todas as suas partes que compõe as flores de hibisco e alamanda conforme mostra afigura 3 e 4.


FIGURA 3 – PEÇAS DA FLOR HIBISCO
[pic]
FONTE: O autor
FIGURA 4 – PEÇAS DA FLOR ALAMANDA
[pic]
FONTE: O autor...
tracking img