Positivismo de comte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2259 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
O positivismo é uma corrente filosófica empregada pela primeira vez na França no começo do século XIX, pelo filósofo francês Claude Saint-Simon para designar o método exato das ciências e a possibilidade de sua extensão à filosofia. Mais tarde, o politécnico Auguste Comte (1798-1857), secretário de Claude Saint Simon, utilizou a expressão para designar a sua filosofia, que foium dos principais representantes do pensamento positivista. Expandiu sua expressão no mundo ocidental durante a segunda metade do século XIX e estendeu-se no Brasil à primeira metade do século XX.
Para os positivistas, o conhecimento não é ligado às crenças, superstição ou qualquer outro que não possa ser comprovado cientificamente. Para eles, o progresso da humanidade depende exclusivamentedos avanços científicos.
A característica essencial ao positivismo, tal qual o concebeu Comte, é a devoção à ciência, vista como único guia da vida individual e social, única moral e única religião possível. Desse modo, em última análise, o positivismo é compreendido como a "religião da humanidade".































POSITIVISMO DE COMTEPara Comte, uma sociedade só pode ser convenientemente reorganizada através de uma completa reforma intelectual do homem. Enquanto outros pensadores pregavam a ação prática imediata (Saint-Simon e Fourier), Comte achava que antes disso seria necessário fornecer aos homens novos hábitos de pensar de acordo com o estado das ciências de seu tempo. Deste princípio, estruturou-se em torno de três temasbásicos. Em primeiro lugar, uma filosofia da história com o objetivo de mostrar as razões pelas quais certas maneiras de pensar devem governar entre os homens. Em segundo lugar, uma fundamentação e classificação das ciências baseadas na filosofia positiva. E em terceiro, uma sociologia que permitisse a reforma prática das instituições através da estrutura e dos processos de modificação dasociedade.


O PROGRESSO DO ESPÍRITO


Auguste Comte, de começo, busca expressar qual a base para o positivismo. Com essa ideia, ele parte da explicação da história do desenvolvimento humano, pois assim, consegue chegar à filosofia positiva de modo mais compreensível.
Comte fundamenta o desenvolver do intelecto humano em uma lei universal, a qual chama de “lei dos três estados”.Segundo ele, o desenvolvimento da inteligência humana surge através de três métodos filosóficos; a teológica, a metafísica e a positiva.
De inicio o ser humano adquire o método teológico, onde fundamenta as explicações existenciais de forma sobrenatural, onde se entende que tudo se encontra ao redor de um ser criador. De acordo com Comte, este método esta contido no período da infância do serhumano. Passando da infância à adolescência, o ser humano se depara com o método metafísico, tendo como ponto de partida a busca de uma explicação mais clara de tudo que existe. Assim procurando explicações já não mais em Deus, mas na natureza. Por último, o ser humano em sua virilidade, fundamenta suas explicações pelo método positivo ou método científico. Os fenômenos e suas causas deixam de ser ofoco e a preocupação do ser humano, mas por meio da observação olha para a descoberta das leis e relações entre os fenômenos. Tal método tem suas indagações respondidas pela ciência.
Comte explica que o método teológico é o início, o princípio e também que o método positivo é o final. Sendo assim, ficando o método metafísico como transição entre o teológico e o positivo. Feito isso, Comtesentiu a necessidade de pensar em uma teoria mais geral que as outras, então surgem à filosofia positiva, a qual é “o verdadeiro estado da inteligência humana”. Com isso, Comte pensa em uma reorganização da sociedade, substituindo o que era absoluto pelo relativo, onde se deve preocupar com a ordem e o progresso, otimizando ao desenvolvimento social.
A verdadeira filosofia se propõe a...
tracking img