Portifolio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2252 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Transposição Didática: a passagem do saber científico para o saber escolar
Lurdes de Fátima Polidoro 1 Robson Stigar 2

Resumo: Neste artigo vamos procurar conceituar o que vem a ser a Transposição Didática, sua relação com a ciência e com a educação, sua importância para o saber e, por fim, qual a sua contribuição para a disciplina de Ensino Religioso. Palavras-chave: ciência, educação,Ensino Religioso, Transposição Didática.

Introdução
A dinamicidade é sem dúvida uma das características mais marcantes do mundo atual. É “movimento” o nome da nova ordem. A bem da verdade, a realidade nunca foi estática, porém nunca foi tão dinâmica quanto agora. É perceptível, no cotidiano da vida, que a palavra “estática” está em desuso. Tudo muda muito, em pouco tempo. A escola, por sua vez,tem apresentado dificuldade em acompanhar esta dinamicidade, bem como também não vem conseguido dialogar com as ciências por causa da rapidez da informação, do conhecimento, do saber. Assim, é necessário encontrar estratégias para que a escola não fique alheia à realidade científica circundante. Diante de tal necessidade, nasce a Transposição Didática.

Que é Transposição Didática?
ATransposição Didática é um “instrumento” pelo qual analisamos o movimento do saber sábio (aquele que os cientistas descobrem) para o saber a ensinar (aquele que está nos

1 2

Mestranda em Ciências da Religião pela PUC-SP. Mestre em Ciências da Religião pela PUC-SP.

Ciberteologia - Revista de Teologia & Cultura - Ano VI, n. 27

153

livros didáticos) e, por este, ao saber ensinado (aquele querealmente acontece em sala de aula). O termo foi introduzido em 1975 pelo sociólogo Michel Verret e rediscutido por Yves Chevallard em 1985 em seu livro La Transposition Didactique, onde mostra as transposições que um saber sofre quando passa do campo científico para o campo escolar. Chevallard conceitua “Transposição Didática” como o trabalho de fabricar um objeto de ensino, ou seja, fazer um objetode saber produzido pelo “sábio” (o cientista) ser objeto do saber escolar. A Transposição Didática, em um sentido restrito, pode ser entendida como a passagem do saber científico ao saber ensinado. Tal passagem, entretanto, não deve ser compreendida como a transposição do saber no sentido restrito do termo: apenas uma mudança de lugar. Supõe-se essa passagem como um processo de transformação dosaber, que se torna outro em relação ao saber destinado a ensinar. Considera-se, assim, com base nos elementos mencionados, que a transformação do conhecimento científico com fins de ensino e divulgação não constitui simples adaptação ou uma simplificação do conhecimento, podendo ser analisada, então, na perspectiva de compreender a produção de novos saberes nesses processos. Segundo Chevallard, aTransposição Didática é entendida como um processo no qual um conteúdo do saber que foi designado como saber a ensinar sofre, a partir daí, um conjunto de transformações adaptativas que vão torná-lo apto para ocupar um lugar entre os objetos de ensino. O trabalho que transforma um objeto do saber a ensinar em um objeto de ensino é denominado Transposição Didática. O termo Transposição Didáticaimplica a diferenciação entre saber acadêmico e saber escolar, que são de natureza e funções distintas, nem sempre evidentes nas análises sobre a dimensão cognitiva do processo de ensino e aprendizagem. Ao definir como Transposição Didática o processo de transformação de objetos de conhecimento em objetos de ensino e aprendizagem, Chevallard iniciou um movimento de se repensar os mecanismos e osinteresses dos participantes desse processo – professor e aluno.

A passagem do saber científico para o saber escolar

Ciberteologia - Revista de Teologia & Cultura - Ano VI, n. 27

154

No processo de didática, há uma profunda relação ente os elementos internos e externos que o influenciam. Apresenta-se subordinado a diferentes conjuntos de regras, representados, por exemplo, pelas forças...
tracking img