Popper

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1299 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Concepção indutivista vs concepção de Popper

Na construção científica são apresentadas duas posições: a concepção indutivista e a concepção de Popper. Os pilares da concepção de Popper são as conjecturas (hipóteses) e as falsificações (refutações), enquanto que os pilares da concepção indutivista são a verificação e a experimentação. Estas duas concepções estudam o método, o critério decientificidade, o estatuto do conhecimento científico e o desenvolvimento da ciência.

A concepção indutivista de ciência apresenta o raciocínio indutivo como raciocínio por excelência do trabalho científico. Toda a investigação se centra na tentativa de verificação das hipóteses formuladas, por intermédio de uma experimentação particular e controlada, aplicando-se depois à generalidade dos casos. Ashipóteses científicas não podem ser objecto de uma verificação conclusiva, mas podem ser confirmadas. Neste sentido, o progresso consiste na acumulação de conhecimentos cientificamente comprovados pela experimentação, com base em teorias.

A concepção de Popper critica o método indutivista, afirmando que uma teoria precede a observação sendo o ponto de partida as hipóteses/ factos- problemas enão a observação de factos. A observação de casos particulares não permite nunca confirmar uma hipótese ou uma teoria. O critério de cientificidade desta concepção é falsificar as hipóteses ou teorias (e não verificá-las), com o objectivo de se aproximar da verdade, evoluindo de forma contínua pela eliminação contínua de erros. Nesta concepção, uma hipótese científica é aceite ou corroboradaenquanto não for negada.

Quanto ao método usado na ciência, concordo com os métodos usados nas duas concepções pois os cientistas por vezes constatam princípios particulares através da experimentação/observação e daí tiram princípios gerais (teorias); e outras vezes partem de uma ideia geral que têm acerca das coisas e posteriormente a verificam. No critério de cientificidade, sou contra o critérioutilizado por Popper (falsificabilidade), pois os cientistas não criam uma teoria com o objectivo de a falsificar, mas sim de a verificar e confirmar (o que corresponde ao critério da concepção indutivista); tal como Martin Gardner, critica e ridiculariza a concepção de Popper com o exemplo da corrida de cavalos em quem se uma pessoa aposta num cavalo, não vai gritar para ele perca. Relativamenteao estatuto do conhecimento científico e ao desenvolvimento da ciência concordo com a concepção popperiana pois esta tenta alcançar a verdade através da eliminação contínua de erros.





















Origem do conhecimento em Hume
Hume nega as ideias inatas
A realidade -> através dos sentidos -> percepções obtidas através dos órgãos dos sentidos, que estas são elementosbásicos do conhecimento.

Percepções – impressões – as imagens vivas do real (sensações, emoções, sentimentos)
– Ideias – imagens menos vivas das sensações das impressões -> cópias de impressões.

As ideias têm origem nas impressões; as impressões nas percepções; as percepções nos sentidos. Logo as ideias têm origem sensorial (sentidos) -> empirismo

Todas as ideias têm origem nasimpressões. A cada impressão corresponde uma impressão.
Não há ideias sem impressões (acerca de realidades de facto)
Mesmo a ideia de Deus, tem origem sensorial na experiência em que o Homem tem sa sua subjectividade, de si e dessa impressão sobre a forma, a ideia de Deus. Não é uma ideia inata.

Associação de ideias
1 impressão – 1 ideia (simples)

Conhecimento -> associação de ideia utilizando3 princípios: semelhança, contiguidade no tempo e no espaço ; causalidade. São fundamentados no hábito e no costume, logo a experiência dá-nos um conhecimento (crença) limitado.

A impressão corresponde ao critério de verdade das crenças. Uma crença para ser verdadeira, o conhecimento tem de ser consolidado e confirmado pela experiência.
A associação de ideias é fundamentada no hábito e no...
tracking img