Poloneses em sc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1353 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1.INTRODUÇÃO
Esse trabalho visa expor alguns aspectos referentes à colonização polonesa em Santa Catarina, como contribuições diversas, as quais tiveram grande importância na formação de várias cidades catarinenses.

2.CHEGADA AO BRASIL
No ano de 1867 veio para o Brasil, via Buenos Aires, Sebastian Wos Saporski. Das suas conversas com Pe. Zielinski,, surgiu a idéia, imitando os Alemães, detrazer os Poloneses para a região do Paraná. A proposta encontrou grande resistência por parte dos Alemães. A partir daí vieram quatro fases na imigração polonesa:
2.1.PRIMEIRA FASE DA IMIGRAÇÃO POLONESA AO BRASIL – 1869 – 1871
Em agosto de 1869, no navio Victoria, vieram os primeiros imigrantes ao porto de Itajaí provindos da região do Slansk (Silésia).Encaminhados por Edmund Saporski,considerado “pai da imigração polonesa”, pelos inúmeros serviços prestados aos imigrantes poloneses, seus compatriotas, tanto nos assentamentos nas novas terras brasileiras como na defesa de em várias situações difíceis pelas quais passavam os colonizadores.
Os primeiros imigrantes eram num total de 64 pessoas das seguintes famílias: Franciszek Polak, Mikolaj Wos, Bonaventura Polak, Tomasz Szymansky,Szymon Purkot, Filip Kokot, Michal Prudlo, Szymon Otto, Dominik Stempska, Kacper Gbur, Balcer Gbur, Walenty Weber, Antoni Kania, Franciszek Kania, Andrzei Pampuch e Stefan Kachel. Estas foram as primeiras 16 famílias. Seu destino era Brusque. As outras 16 famílias vieram para Brusque em 1870. Os nomes conhecidos são: Balthazar Gebzy, Andrzej Kawicki, Gregorz Haly, Blazej Macioszki, Tomosz Szajnowski,Fabian Boraka, August Waldery, Marcin Prudlik, Marcin Kempy, Pawel Polak, Walenty Otto, Leopold Jelenia, Józef Purkot i Wincenty Pampuch.
2.2.SEGUNDA FASE DA IMIGRAÇÃO – 1873 – 1891
Em 1873 nos navios Terpsychore e Guttemberg através da companhia colonizadora de Hamburgo vieram ao Porto de São Francisco mais 64 famílias polonesas num total de 258 pessoas. Seu destino era a Colônia Dona Francisca.Informados pelo Pe. Boergenhausen de Joinville de que em Curitiba já tinham se estabelecido muitos conterrâneos seus e outra vez ajudados por Edmund Saporski, conseguiram autorização do então presidente do Paraná Dr Frederico Abranches para se estabelecerem a 6km de Curitiba, hoje bairro Abranches. Em 1873, também vieram para Santa Catarina cerca de 60 famílias como cidadãos provenientes daPrússia, da Pomerânia e da Silésia (da região de Wrocław), que se estabeleceram principalmente em Santa Leopoldina e Santa Teresa
2.3.TERCEIRA FASE DA IMIGRAÇÃO POLONESA – 1895 – 1908
A terceira fase é marcada pela imigração de poloneses da região da Galícia e da região dominada pelos russos. Em 1895 vieram 350 pessoas para a colônia Alberto de Abreu (próxima a Porto União)
No ano seguinte, em 1896o governo paranaense assentou 2500 pessoas na colônia de Água Amarela (hoje Antônio Olinto – PR), destas, 60% eram de procedência russa e os outros da região da Galícia.
Também nessa época estabeleceram-se em torno de 1000 famílias nas colônias de Rio Claro, Malet e Dorizon (PR). Destas 70% eram da região de domínio russo. Em 1896 foi feito o assentamento da maior colônia polonesa do Paraná:Prudentópolis com aproximadamente 10 000 pessoas. Destes também 70% eram provenientes da região de domínio russo.
2.4.QUARTA FASE – 1908 –1912
Nesta fase o maior contingente de imigrantes foi para o Paraná, engrossando o número de pessoas das colônias já existentes e abrindo novas em vários locais do estado, num total de 23 406 pessoas. Santa Catarina teve um pequeno número de imigrantes, num totalaproximado de 1000 pessoas. Enquanto que no Rio Grande do Sul estabeleceram-se aproximadamente 7 000 imigrantes poloneses.
Em síntese, a maioria dos poloneses que chegaram ao Brasil era da Alta Silésia, Pomerânia, Galícia, Grande Polônia, Gdánsk, Starogard, Opole, Konin, Krosno, Kaliz, Posnan, Mazóvia, Sieradaz e Kujawy.
3.MOTIVOS PARA A IMIGRAÇÃO
Em busca de trabalho e melhores condições...
tracking img