Politicas economicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2265 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PL = PB – Amortizações PB = PL + Amortizações
PN = PI + Rle PI = PN – Rle (Rend. Liquidos do exterior)
Ppm = Pcf + (Ti - Subs) Pcf = Ppm – (Ti + Subs)
OPTICA DO PRODUTO:
PIB = Ʃ VAB = Produção (vendas) – Consumos intermédios
PNB = PIB + Rle (Rend. Recebidos do RM – Rend. Pagos ao RM)
PIL = PIB – Amortizações
PNL = PNB – Amortizações
OPTICA DO RENDIMENTO
PIBpm = C(CONSUMO PRIVADO) + G (CONSUMO PÚBLICO) + i + (EX – IM)
RI = Salários + Juros + Lucros + Rendas + Outros Rendimentos
RI = PIB cf
RN = RI + Rle + (Ti – Subs)
RN = PNL cf
Yd (Rend. Disponível dos particulares) = PNLpm – (Ti – Subs) – Lnd (lucros não distribuídos) – T (impostos directos) + Transf. Externas + transf. Internas (Tr)
S (poupança) = Yd – C
OPTICA DA DESPESA
PI = C + G + I
PE =Exportações
PG = PI + PE (=) PG = C + G + I + EX
DI = PG – IM DI = PIBpm
DN = DI + Rle DN = PNBpm
Investimento Bruto = FBCF + VE (stocks do fim – stocks do inicio)
Investimento Liquido = Investimento bruto – Amortizações
Saldo Balança Comercial (Nx) = Exp – Imp
Saldo Balança Corrente = Nx + Transf. Externas Liquidas + rend. Recebidos RM ou – Rle (rend rec – rend pagos)
Saldo Orçamental = T +(Ti – Subs) – (G + TR)
Crescimento Real do PIB = (PIB 2004 a preços 2003) – (PIB 2003) / (PIB 2003 a preços 2003) * 100
▲Deflactor PIB = (PIB 2004 a preços 2004) – (PIB 2004 a preços 2003) / (PIB 2004 a preços 2003) * 100

Deflactor 2009 = PIB 2009 / PIB 2009 a preços 2008 * 100
▲Deflactor = Deflactor 2009 – Deflactor 2008 / Deflactor 2008 * 100
Indice de Preços: PAASCHE: Pp= Ʃ qc.pc /Ʃqc.pb
LASPEYRES: Pl = Ʃ qb.pc / Ʃ qb.pc
Ano Base – preços constantes
Ano t – preços correntes
▲Deflactor PIB / Índice de Preços = preços correntes ano t / preços constantes ano base * 100

Despesa Interna: É a despesa feita em bens e serviços finais produzidos internamente.
Procura Interna: É a despesa feita pelosresidentes quer em produtos internos quer em produtos importados.
Valor Acrescentado: É o resultado final da actividade produzida no decurso de um período determinado. Resulta da diferença entre o valor da produção e o valor do consumo intermédio, originando excedentes. Ex: Juros; Salários.
Politica Económica: Intervenção deliberada dos poderes públicos na Economia, através de um conjunto deinstrumentos para atingir determinados objectivos, tendo em atenção o ambiente envolvente.
A UEM, á semelhança do que aconteceu com os objectivos, também provocou alterações na importância dos instrumentos da PE nacional: Um caso óbvio é a indisponibilidade dos instrumentos monetários e cambiais, para fins específicos de politica interna, uma vez que as decisões de politica monetária passaram dosbancos centrais nacionais para o banco central europeu. A politica orçamental permanece na competência dos estados membros, mas a margem de manobra das autoridades nacionais está especialmente limitada quanto á dimensão do défice público, pelo programa de estabilidade e crescimento, e também no que respeita á composição das despesas públicas e dos impostos.
Harmonização Fiscal: Consiste emcoordenar os regimes fiscais dos países europeus de maneira a evitar modificações não concertadas e concorrenciais das politicas fiscais nacionais, que poderiam ser prejudiciais para o mercado interno.
Concorrência Fiscal: Fenómeno que ocorre quando o sistema fiscal de um determinado país afecta o sistema fiscal de outro país, pelo seu impacto desfavorável nas receitas fiscais e no nível de emprego desteúltimo.




Objectivos da Politica Económica: 1 – CRESCIMENTO ECONÓMICO (Mede-se através do PIB): É indispensável para conseguir o desenvolvimento; é um indicador quantitativo e permite a geração de riqueza. Objectivos do Crescimento Económico: Cria postos de trabalho; Aumenta a produção de bens e serviços; Financia os crescentes encargos sociais do estado.
Z (Produtividade média do...
tracking img