Politica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1184 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Como o pensamento de Karl Marx nos ajuda a pensar as questões do nosso cotidiano na atualidade.
Analisando as contradições do capitalismo, Marx defendia que o sistema deveria chegar a uma sociedade sem classes. Porém, para que isso acontecesse, os trabalhadores deveriam promover um processo revolucionário com intuito de colocar a si mesmos frente ao Estado, com a instalação de uma ditadura doproletariado.
Esse regime teria a função de assumir os meios de produção e socializar igualmente as riquezas. Dessa forma, seriam dados os primeiros passos para o alcance de uma sociedade igualitária. Na medida em que essa situação de igualdade fosse aprimorada, o governo proletário cederia lugar para uma sociedade comunista onde o Estado e as propriedades seriam finalmente extintas.
Em minhaopinião esse ideal seria perfeito, mas não vejo possibilidade disso acontecer em longo prazo muito menos em curto prazo. Para quem já esteve nos dois lados do sistema, chega à conclusão que existem dois pesos e duas medidas.
Vou citar como exemplo uma micro empresa no ramo de Centro de Formação de Condutores, até pouco tempo não existia nenhuma convenção, nenhum sindicato da categoria, e osinstrutores recebiam por produção, nessa época a ideia da mais valia era evidente pois os empresários pagavam uma miséria durante as quatro primeiras horas e as quatro horas finais eram de graça, lógico que estou fazendo uma comparação tendo como referência o valor pago pela hora aula ministrada pelo instrutor e o valor cobrado pelos empresários no preço final de uma habilitação.
Houve então uma grandemanifestação dessa classe, reivindicando regulamentação, direitos, sindicato que os defendessem, e que fosse criada uma convenção, fizeram greves e fizeram valer seus direitos.

Hoje assalariados e com toda a segurança que a CLT garante, começaram a pensar em outras formas de melhorias e crescimento, diria que a maior parte desses profissionais, já esta trabalhando de igual para igual com osempresários. Deixaram de ser assalariados, compraram carros, começaram a vender aulas praticas e teóricas, pagando simplesmente uma comissão para o uso da estrutura física das empresas denominadas autoescolas.
Para a outra metade que continuam apenas como instrutor assalariado também melhorou muito, pois eles sabem que tem a lei a favor deles, também não aceitam somente o salário no fim do mês,recebem comissão por aulas extras vendidas, recebem comissão por cada exame realizado, recebem até pelas aulas de alunos que faltaram. Existe também uma subdivisão dessa categoria que continuam assalariados, mas também compraram carros e trabalham no regime CLT, mas como fazem sua própria agenda de aulas, também ficam por sua responsabilidade todos os custos das aulas ministradas, inclusive as empresasdescontam do valor final pago do salário até os impostos existentes na CLT, mas claro que compensa, pois quem esta trabalhando dessa forma jamais voltaria apenas para o salário da categoria.

Agora analisando o outro lado do sistema, temos empresários que já ganharam muito dinheiro, antes da revolução feita pelos instrutores, hoje, fora todo o peso da carga tributária que a empresa paga porcada funcionário registrado e por produção, os empresários estão em uma situação difícil, pois o preço vendido pelas aulas práticas e teóricas continua o mesmo de dois anos atrás, sendo que agora a despesa fixa mensal é imensamente maior. A lei não beneficia o empregador numa causa trabalhista em nada, Mesmo levando provas e mais provas que o funcionário nunca fez horas extras, para a justiça bastaapenas que ele questione o contrário e prove com duas ou mais testemunhas que o questionamento é real. No final o empregador fica com mais esse montante para pagar, independente de todas as provas que ele tenha levado para defender sua tese.
Além dessa problemática existe também o órgão do governo (DETRAN) que deveria dar todo o suporte para essas empresas, haja vista que tiveram um custo alto...
tracking img