Polimeros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6105 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Conteúdo
PET PEAD PVC PEBD PP PS OUTROS

1. Introdução: Problemática da geração de resíduo urbano. 2. Coleta Seletiva. 3. Polímeros-Classificação-Identificação. 4. Reciclagem: Classificação. 5. Reciclagem Mecânica: - Termoplásticos; - Reciclagem de PET em contato com alimentos; - Termofixos; 6. Reciclagem Química. 7. Reciclagem Energética.

RECICLAGEM DE POLÍMEROS
Profa. Ruth M. CampomanesSantana LAPOL/DEMAT/UFRGS
26-27 de Julho de 2010 Porto Alegre/RS/Brazil

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

1. Introdução
Cada habitante urbano produz lixo em média de 1,2 -1,5 kg/dia

Como tratar o LIXO?
♦ lixão (poluição ao meio ambiente); ♦ aterro sanitário; ♦ incineração; ♦ reciclagem (coleta seletiva); ♦ compostagem.

LIXO

No Brasil produz 260 mil ton/dia Nacidade de São Paulo coleta 10 mil ton/dia Na cidade de Porto Alegre 1,6 mil ton/dia
LAPOL/DEMAT/UFRGS Profa. Ruth M. Campomanes Santana LAPOL/DEMAT/UFRGS

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LIXÃO
87 % das cidades Brasileiras ainda utilizam lixões para despejar o seu lixo; Forma inadequada de tratar o lixo; Causa problema à saúde pública saú pú através da atravé proliferação de ratos,proliferaç insetos, etc.; Poluição ao meio Poluiç ambiente.

ATERRO SANITÁRIO
Lixões foram substituídos por aterros sanitários (AS) em algumas cidades do Brasil; No AS cavam-se algumas valas e no fundo é coberto com lona plástica; O lixo colocado sobre a lona é compactado de 3-5 X; O lixo compactado é coberto de 15 a 30 cm de terra (não atrai insetos); O liquido do chorume são coletados e tratadospara não causar mau cheiro e contaminação dos lençóis freáticos.

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

INCINERAÇÃO
Queima do lixo a altas temperaturas (~800 oC); Adequada para o tratamento de resíduos perigosos como o lixo hospitalar, remédios fora de prazo, entre outros; O calor gerado na queima do lixo é usado paraproduzir vapor que gira uma turbina e produz energia elétrica; Em países frios usa-se a energia elétrica gerada pela incineração para aquecer as casas; É um processo caro e exige o controle da emissão dos gases gerados pela queima do lixo.
Profa. Ruth M. Campomanes Santana LAPOL/DEMAT/UFRGS

COMPOSTAGEM: RESÍDUO ORGÂNICO
Processo biológico de decomposição da matéria orgânica contida em restosde origem animal ou vegetal.

Produto final: um composto orgânico

Aplicado ao solo para melhorar as suas características, sem ocasionar riscos ao meio ambiente.
Profa. Ruth M. Campomanes Santana LAPOL/DEMAT/UFRGS

2. ASPECTOS DE REDUÇÃO DE RESÍDUOS Redução pré-consumo

• prestar atenção na quantidade de resíduo gerado; • evitando excessos de embalagens;

Só deve adquirir aquilo queefetivamente for usar!

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

3. ASPECTOS DE REUTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS Reutilização
Adquirir novas funções antes do descarte

4. RECICLAGEM DE RESÍDUOS Reciclagem

O reaproveitamento implica uma diminuição de consumo! Considera os resíduos como matéria prima para fazer novos produtos,preservando os recursos naturais e o ambiente. Atividade simples e econômica!

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

5 R´s 4RECUSAR - evitar a compra de materiais que prejudicam o meio ambiente; 4REDUZIR - reduzir o desperdício de material; 4REUTILIZAR - aproveitar material utilizado sempre que possível; 4REFORMAR -reutilizar materiais de diferentes maneiras; 4RECICLAR - reciclagem de materiais.
(http://www.brother.com.br/institucional/?inst=5)

2. Coleta seletiva

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

Profa. Ruth M. Campomanes Santana

LAPOL/DEMAT/UFRGS

Em que consiste a COLETA SELETIVA? Separação do resíduo segundo o tipo de material pelo gerador (população), com posterior...
tracking img