Pluralismo x realismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1198 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pluralismo X Realismo
Como evolução do Liberalismo, o pluralismo persiste na idéia de contraposição à teoria realista. Seus principais pontos são praticamente antagônicos: as visões de Estado e Sistema Internacional, bem como a tomada de decisão e o papel do indivíduo.
As influências da psicologia e análises sociais constituem parte importante já que cientistas políticos, teólogos, economistas,psicólogos e estudiosos da política doméstica foram responsáveis pela sua formação.
O Pluralismo é calcado em quatro premissas principais, as quais caracterizam todas as micro teorias existentes dentro desta, que é atualmente uma das principais teorias liberais.
Os atores não estatais possuem grande importância na política mundial, equiparando-se ao Estado em determinadas situações. Aocontrário da teoria realista - que coloca-os como secundários - atores transnacionais e Organizações Intergovernamentais (OIG) apresentam diferentes objetivos que complementam a agenda internacional, colaborando com perspectivas diferenciadas de mundo. As OIG são por vezes atores independentes, que podem influenciar a política estatal, além de monitorar as decisões tomadas por Estados que fazem parte dela,sendo que diferentes organizações possuem diferentes objetivos.
Sendo assim, o Estado não pode ser considerado um ator unitário já que é composto por diversos segmentos da sociedade e da política, como burocracias e grupos de interesse. A decisão é tomada não pela instituição denominada Estado, mas por uma série destes segmentos que estabelecem a política internacional; esta pode ser o resultadode pressões individuais, lobby, opinião pública, multinacionais; o que significa um jogo de interesses entre os grupos decisores e o governo, tendo o Estado como um árbitro neutro.
Estes atores acabam fazendo parte da máquina estatal, as decisões, assim como a tomada delas, passa por uma série de atores transnacionais, que ultrapassam até as fronteiras e política doméstica.
Desta maneira não hácomo a política interna não influenciar a política internacional, desconsiderando a idéia de que o Estado é um ator racional.O choque de interesses, barganhas e compromissos entre os tomadores de decisão e elementos da política doméstica corroboram para a decisão internacional,uma acaba por ser a extensão da outra e neste processo nem sempre a melhor decisão será alcançada.
A interdependênciaentre Estados e sociedades criou uma agenda internacional mais extensa que fixa-se não apenas na segurança nacional; mas abrange aspectos econômicos, ecológicos, sociais, culturais.
A transnacionalização leva à uma maior integração, sendo que uma cooperação momentânea ou parcial, pode levar à cooperações duradouras e que reúne vários aspectos. Estes são considerados jogos de soma positiva -contrariando o jogo de soma zero da teoria dos jogos no realismo - pois sempre são alcançados benefícios.
Assim, uma unificação econômica pode levar à uma integração política, como é o caso da União Européia que teve início com a CEC (Comunidade Econômica do Carvão) e hoje alcança o último estágio de integração, o Mercado Único (político,econômico, social).
Ernest Haas coloca que, mesmo diferentesnações ganham mais se aliando a comunidades maiores do que se continuassem com suas comunidades particulares - mesmo tendo que modificar seus objetivos, perspectivas e aceitando uma jurisdição própria em prol de uma integração que só acontecerá com a aceitação das elites.
Estas integrações consistem em regimes, no qual os próprios Estados estipulam as regras, instituições e procedimentos; podem tambémutilizar-se de um órgão já existente que monitore e controle se os procedimentos estão sendo seguidos.
Deste processo, no qual o ganho é mútuo, resulta uma transformação internacional pacífica pois a cooperação gera menos conflito,e, se estes ocorrem, são resolvidos diplomaticamente.
As visões de guerra (apesar de ser uma característica da política internacional) são negativas, consideradas...
tracking img