Plano de aula: as brincadeiras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1234 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Plano de aula para o Ensino Fundamental
Tema: Mudanças e permanências nas brincadeiras
Delimitação do tema: As brincadeiras de outras épocas.
Público alvo: 1º ano do Ensino Fundamental
Objetivos:
Identificar que as brincadeiras fazem parte da cultura humana;
Perceber que há mudanças e permanências na forma de brincar;
Comparar as brincadeiras da época dos pais, avós ou outrosfamiliares com as suas;
Conhecer e brincar com novas brincadeiras.
CONTEÚDOS:
Histórias de vida;
Brinquedos e brincadeiras do passado e do presente.
METODOLOGIA - DESENVOLVIMENTO
1º dia
Elaborar com as crianças um roteiro de entrevista para que pesquisem junto aos pais e familiares as brincadeiras de seu tempo de infância.
Quais eram as brincadeiras preferidas quando você era criança?
Quaiseram as regras dessas brincadeiras?
Você aprendia as brincadeiras com quem?
2ª dia
Apresentação das pesquisas e registro das brincadeiras preferidas dos pais ou familiares.
Leitura de textos e imagens sobre brincadeiras de hoje e de antigamente, observando as mudanças e permanências.
Selecionar algumas brincadeiraspesquisadas para, na lousa, junto com as crianças, elaboraram as instruções que explicam as brincadeiras escolhidas.

3ªdia
Agrupar as brincadeiras comuns numa lista e peça que cada dupla de alunos escolha uma brincadeira que será divulgada para as outras turmas da escola por meio de um cartaz com o nome da brincadeira e as regras para brincar.

4º dia
Fazer com os alunos uma lista de brincadeirasatuais, colocando-as em ordem alfabética;
Confecção de brinquedos com sucatas.
Exposição dos brinquedos confeccionados.
Hora da brincadeira – brincar com brinquedo criado.
5ª dia
Faça um cartaz com as crianças, de um lado, os nomes das brincadeiras de hoje e, de outro, das brincadeiras de antigamente.
Organize a divulgação do cartaz na escola.
Confecção de um gráfico com os nomes debrincadeiras de hoje e de antigamente.
Fazer com as crianças uma brincadeira de ontem e uma de hoje, deixar que eles escolham as preferidas.


FORMULAÇÃO DO PROBLEMA;
Fazer com que os alunos e comunidade interajam, com o novo da tecnologia e o velho das brincadeiras do passado.


HIPÓTESE: SOLUÇÃO
A ludicidade, presente em vários aspectos e instrumentos da vida e da própria educação, nãose constitui na “tábua de salvação”. A ludicidade está para o sujeito e ele necessita valorizá-la. Neste contexto, percebemos nos jogos populares, uma riqueza infinita de elementos lúdicos, diluídos em repertório, linguagem e identidade comunitária.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
Kishimoto (1999) trata de diferenciar, jogo, brinquedo e brincadeira. Para a autora, brinquedo enquanto objeto ésempre suporte da brincadeira, esta por sua vez, pode ser definida como “ação que a criança desempenha ao concretizar as regras do jogo e mergulhar na ação lúdica”. Lorezoni (2002) estabelece uma diferença entre jogo e brincadeira. Diz o autor que: “o jogo é uma brincadeira com regras e a brincadeira, um jogo sem regras”. “O jogo se origina do brincar ao mesmo tempo em que é o brincar”. Entendemos,portanto, que a diferenciação se situa numa definição conceitual, perspectivada pela infância em seu sentido psicológico, logo, tradutor de um estágio vital peculiar do ser humano, caracterizado, sobretudo, pela natureza lúdica.
Os jogos populares na constituição da cultura corporal infantil
Por tais argumentos, afirmamos que os jogos tradicionais infantis contêm um forte elemento folclórico, eassumem características de anonimato, dando assim a entender que por estes aspectos, é muito difícil conhecer a origem dessas brincadeiras: “Sabe-se apenas que são provenientes de práticas abandonadas por adultos, de fragmentos de romances, poesias, mitos e rituais religiosos, tradicionalidade e universalidade dos jogos assenta-se no fato de que povos distintos e antigos como os da Grécia e...
tracking img