Plano collor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1678 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução


Fernando Collor de Melo, era jovem, bonito, com ótima apresentação física. Com familiares que contribuíram para a grandeza do Brasil, a começar pelo seu avô materno Lindolfo Collor, nascido no município de São Leopoldo no ano de 1890, que marcou a história brasileira como Ministro do Trabalho de Getúlio Vargas.
O pai de Fernando, Aron de Mello, formou-se em direito. Umjovem que sempre procurava boas relações, interessado em ligar-se a assuntos imobiliários, mas era cativante bem educado e fez um grande grupo de amigo e entre eles Roberto Marinho, que depois facilitou ao alcançar seus objetivos, anos mais tarde ingressou na política em seu estado natal Alagoas, onde se elegeu governador.
Fernando Collor de Melo, tinha bons exemplos em sua família no ramo dapolítica. Foi governador de Alagoas. E em 1989, ano do último mandato de Sarney, momento na historia da economia brasileira em que a inflação chegava de mil por cento ao ano, se elegeu a presidente, apos 29 anos sem eleições direitas o povo brasileiro foi às urnas.
Collor disputou o segundo turno com Luiz Inácio Lula da Silva, disputa caracterizada pela polarização ideológica.Ex-metalúrgico, líder das greves operárias de 1978-1980 e presidente nacional do PT Lula fora apoiado por vários grupos e partidos que se nomeavam esquerdistas. À direita, Fernando Collor, ex-governador de Alagoas, que prometia acabar com os marajás, funcionários públicos que recebiam salários excessivamente altos.
Como já foi dito, Collor ganhou essa disputa, em seu mandato ele implantou o Plano Collorum conjunto de medidas econômicas que tinha por objetivo diminuir a inflação. E por alguns meses as políticas econômicas do novo governo conseguiram manter baixos os índices inflacionários, mas levou o país a uma profunda depressão, e em 1991 a inflação chegou a 480 por cento ao ano.
Descontentes com a atuação de Fernando Collor no governo, o povo que o apoiaria com um entusiasmoextraordinário em sua candidatura, agora geram manifestações revolucionárias por todo o país, clamando pelo impeachment de Collor.


































Collor a Caminho da Presidência


No dia 14 de maio, Collor se afasta do governo de Alagoas, para concorrer à presidência pelo partido recém criado Partido da Reconstrução Nacional (PNR), Collorcontou com o apoio de boa parte de empresários nacionais e com a simpatia de muitos órgãos de comunicação.
Fernando Collor de Mello apresenta como campanha eleitoral para presidente da República, o resultado as sua administração como governados no estado de Alagoas. Logo de ínicio, ele abriu guerra judicial contra os que ele chamava de marajás da administração. Recusou-se a pagargratificação e prêmios aos que ele intitulava de “superfuncionários”.
A primeira medida foi anular a contratação feita durante o período eleitoral, isto é, entre junho de 1986 e março de 1987.Depois ele estabeleceu a obrigatoriedade da assinatura do ponto pelos funcionários, procurando acabar com o que ele chamava de vagabundagem.
Um ano depois já se notava um resultado razoável, que deram aocandidato uma impressão forte no eleitorado.Os adversários ,entretanto, não acreditavam na honestidade de seus propósitos.Em Brasília ex-governador de Alagoas, Divaldo Suruagy,antecessor de Collor,diz: ‘‘Collor é a maior farça montada no Brasil”.
Collor nos comícios, se mostrava ser um grande ator.Por vezes pedia aos eleitores que aliassem a força do voto a sua coragem.Desse modo eles poderiacaçar juntos o maior marajá do país, ou seja, o presidente Sarney.Antes de Collor tomar posse,Sarney assinou, em um só dia 5 concessões a emissoras de rádio.No dia seguinte a pedido de Collor, Sarney decreta feriado bancário até o dia 19 de março.Mas neste mesmo dia PC farias e Ana Acioli, secretária de Collor, correm aos bancos,escapando do bloqueio do Plano Collor.


O Mandato de...
tracking img