Plano collor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2472 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1 RESUMO BIOGRÁFICO 04
2 INTRODUÇÃO........................................................................................................06
3 PLANOS DE ESTABILIZAÇÃO DA INFLAÇÃO.............................................07
4 PLANO COLLOR I 07
5 MEDIDAS PLANO COLLOR I 09
6RECESSÃO..............................................................................................................10
7 CONFISCO...............................................................................................................11
8 PLANO COLLOR II 12
9 OVERNIGTH 14
10 PLANO MARCÍLIO 15
11 CONCLUSÃO 16
12 BIBLIOGRAFIA 17

Fernando Affonso Collor de Mello



1. Resumo biográfico

Fernando Affonso Collor de Mello (Rio deJaneiro, 12 de agosto de 1949) é um político, jornalista, economista, empresário e escritor brasileiro, tendo sido o 32ºPresidente do Brasil, de 1990 a 1992, prefeito de Maceió de 1979 a 1982, Deputado federal de 1982 a 1986, Governador de Alagoas de 1987 a 1989, e Senador por Alagoas de 2007 até a atualidade, o mesmo foi reeleito em 2010.
Bacharelou-se em ciências econômicas na União Pioneira daIntegração Social. Ingressou na carreira política em 1979, filiado à Aliança Renovadora Nacional (ARENA), foi nomeado prefeito de Maceió em 1979. Migrou-se para o Partido Democrático Social (PDS), quando foi eleito Deputado federal em 1982. Em sua incumbência parlamentar, votou favoravelmente à proposição mal-sucedida das Diretas Já em 1984 e votou no deputado federal Paulo Maluf na eleiçãopresidencial brasileira de 1985. Em 1986, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e foi eleito Governador de Alagoas. Opondo-se ao governo do Presidente José Sarney, filiou-se ao Partido da Reconstrução Nacional (PRN), renunciou ao governo alagoano, e lançou sua candidatura à presidência em 1989. Escolheu como candidato a vice-presidência na chapa, o governador mineiro ItamarFranco. Em uma eleição disputada, com a opinião pública dividida principalmente entre Collor, Lula, Leonel Brizola, Mário Covas, Paulo Maluf, Guilherme Afif Domingos e Ulysses Guimarães, conseguiu liderar o primeiro turno com 28,52% dos votos, levando a disputa ao segundo turno com Lula. Conquistou a vitória com 49,94% dos votos, 5,71% a mais que o adversário petista.

2. INTRODUÇÃO

O PlanoCollor é o nome dado ao conjunto de reformas econômico para estabilização da inflação criados durante a presidência de Fernando Collor de Mello entre 1990 e 1992. O plano era oficialmente chamado Plano Brasil Novo, mas ele se tornou associado fortemente a figura de Collor, e "Plano Collor" se tornou nome de fato.
O plano Collor combinava liberação fiscal e financeira com medidas radicais paraestabilização da inflação. As principais medidas de estabilização da inflação foram acompanhadas de programas de reforma de comércio externo, a Política Industrial e de Comércio Exterior, mais conhecida como PICE, e um programa de privatização intitulado Programa Nacional de Desestatização, mais conhecido como PND.
A teoria do plano econômico foi desenvolvida pelos economistas Antônio Kandir, ÁlvaroZini e Fábio Giambiagi. O plano efetivamente implementado foi desenvolvido pelos economistas Zélia Cardoso de Mello, Antônio Kandir, Ibrahim Eris, Venilton Tadini, Luís Otávio da Motta Veiga, Eduardo Teixeira e João Maia.

3. Planos de estabilização da inflação

Três planos separados para estabilização da inflação foram implementados durante os dois anos do governo Collor. Os dois primeiros,Plano Collor I e II (embora o nome original tenha sido Plano Brasil novo), foram instituídos pela ministra da Fazenda Zélia Cardoso de Mello. Em maio de 1991, Zélia foi substituída por Marcílio Marques Moreira, que instituiu um plano homônimo, o Plano Marcílio.

4. Plano Collor I

"Plano Collor" - A inflação em um ano de março de 1989 a março de 1990 chegou a 4.853%, e no governo anterior...
tracking img