Planejamento de Obras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4413 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de janeiro de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANEJAMENTO DE OBRAS
SÉRGIO COLOTTO

É assim que se faz
Novos métodos e
ferramentas de controle de
obras ajudam empresas a
melhorar a performance
Reportagem Mariuza Rodrigues

38

Construção Mercado no 12 julho 2002

Construção Mercado no 12 julho 2002

ARQUIVO

O planejamento de obras, por incrível que pareça, ainda é uma incógnita para muitas construtoras brasileiras.Empresas mais estruturadas
até conseguiram aperfeiçoar sistemas
de planejamento às suas necessidades
e perfil. Mas existe ainda um universo
que não descobriu os meandros do planejamento como um meio de melhorar
a produtividade e reduzir perdas.
Muitas empresas temem o excesso de
burocracia e acreditam que os instrumentos de planejamento não atendem
ao seu porte ou método de trabalho.
Essasempresas desconhecem que hoje
existem desde métodos mais complexos
aos mais simplificados. No último caso,
essas ferramentas conseguem atender a
empresas de pequeno e médio porte, com
resultados positivos em matéria de prazos e custos. “Grande parte dos diagnósticos da construção civil, realizados até
hoje, indicam que muitos problemas do
setor – baixa produtividade, incidência
de perdas,ocorrência de acidentes – têm
entre as principais causas a falta de planejamento”, diz Carlos Torres Formoso, do Norie (Núcleo Orientado para a
Inovação da Edificação), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Quem procura informações sobre estratégias de planejamento pode recorrer a livros, sites, softwares e consultorias que tentam desvendar as várias faces do assunto. Entre eles, podemoscitar o livro “Introdução ao Planejamento e Controle de Custos na Construção Civil” (Editora Pini), do engenheiro Pedrinho Goldman, que traça
um roteiro básico dessa atividade. Uma
das principais características do planejamento, diz o autor, é o elo com os demais departamentos da empresa – arquitetura, financeiro e contábil. Muitas
empresas chegam a criar um departamento só para cuidar dessaatividade.
“No entanto, quando começam a
crescer, torna-se necessário a centralização de
tantos dados e informações”, diz Goldman. Segundo o autor, essa área
detém ainda uma importante tarefa junto à engenharia. “O planejamento responde em conjunto pela escolha dos materiais, apropriação dos serviços e adoção das soluções adotadas no dia-a-dia
da obra.”

Fatores logísticos
são os que maiscomplicam o
planejamento. A
carga e descarga
de materiais em
regiões como a
do quadrilátero
da avenida
Paulista são
permitidas
apenas em
horários
específicos. A
falta de um item
pode custar
horas preciosas
de trabalho até
que a próxima
remessa chegue

Gestão Sistêmica - planejamento e controle para otimizar os resultados do
conjunto dos empreendimentos
Custo
R$ 48.954.927,00Análise:
1° Quadrante - Área de maior custo e maior prazo
2° Quadrante - Área de menor custo e maior prazo
3° Quadrante - Área de menor custo e menor prazo
4° Quadrante - Área de maior custo e menor prazo

Planejado (tempo; custo)
(205; R$ 32.636.618,30)

Atual (tempo; custo)
Prazo
258 dias úteis

Projetado (tempo; custo)

Análise

Prazo
(dias)

Custo

Planejado

20532.636.618,30

Atual

231

32.636.618,30

Projetado

172,04

32.636.618,30

39

PLANEJAMENTO DE OBRAS

As grandes dúvidas na cabeça dos
construtores são: como materializar
esse intrincado quebra-cabeças?
Quantas planilhas serão empregadas?
Qual a periodicidade ideal de controle? É preciso contratar um profissional especificamente para isso? O planejamento realmente traz lucro?Segundo os especialistas, planejamento está vinculado a outros pré-requisitos. “Está vinculado a processos
de qualidade”, diz o diretor da
NBSTech, Salvador Benevides. “Sem
dúvida, a certificação dos processos
representa um grande salto para a
melhoria dos meios de controle e simplifica o planejamento.”
Primeiros passos
No livro “Planejar para Construir” (Editora Pini), o engenheiro...
tracking img