Piramides

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3500 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

As pirâmides egípcias são imponentes edificações construídas inicialmente por volta de 4 mil e 500 anos atrás, e algumas delas resistem até hoje. Cercadas de mistérios, despertam interesse de historiadores, arqueólogos e estudiosos de civilizações antigas.

Os primeiros tempos

As terras do Egito, situadas entre desertos mas extremamente férteis devido às inundações do Nilo,atraíram desde a pré historia vários grupos humanos que ali vieram a se fixar. Ao longo das margens do Nilo, esses grupos estabeleceram aldeias agrícolas que, com o passar do tempo, uniram se sob a dominação de alguns chefes mais ambiciosos.

Com essa unificação, formaram se no Egito os Nomos , espécie de províncias governadas pelo Nomarcas. Mais tarde, uma união dos nomos trouxe como resultadoa formação de dois reinos: o do norte e o do sul. Esses reinos, subsistiram separados até que, por volta dos anos 2850 a.C., foram unificados por um personagem chamado Narmer ou Menés.

Com o governo de Menés , começa um período histórico do Egito denominado “Antigo Império”. Daquele momento até o fim da vida independente do país, 26 dinastias (família de reis) ocuparam o poder. A fim desimplificar o estudo da mão da historia egípcia, é costume dividi-las em 4 períodos, antecedidos de um período inicial denominado “pré-dinástico”.

Antigo Império

No antigo Império as capitais do Egito foram as cidades de Tínis e Ménfins. Na época, governaram os países os faraós construtores das pirâmides: Djoser Quéops, Quéfren, Miquerinos e outros mais.

O fim do Antigo império foideterminado por revoltas ocorridas no território dos nomos, cujo os governantes deixaram de obedecer ao governo central dos faraós. Essa época, na qual foram freqüentes os períodos de anarquia, é conhecido como período intermediário I e antecede o início do médio Império.

Médio Império

Os governantes da cidade de Tebas, situada no alto Egito, submeteram os nomos à sua autoridade, tendo inicio,então, o Médio Império. Esse foi um dos períodos de maior brilho da civilização egípcia.

O governante mais importante daquele tempo foi o Faraó Amenemá III, que deixou duas obras importantes:Um palácio conhecido pelo nome de “Labitinto” e lago Méris, um imenso reservatório ultilizado para o fornecimento de água às terras que ficavam ao norte, durante os períodos de estiagem.

Desordens internasassinalaram o fim do Médio império egípcio ( período intermediário II), devido a invasão dos hicsos, povo asiático que invadiu e venceu o país, fixando se na região do delta do Nilo. Os hicsos fizeram da cidade de Avaris sua capital. A vitoria dos invasores deveu-se a utilização de cavalos e de carros de guerra, que os egípcios não conheciam. Durante cerca de 100 anos, os Hicsos conseguiram manterseu domínio em território egípcio.

Novo Império

Esse foi um dos períodos mais conhecidos da historia do Egito. Teve inicio quando o faraó Amosis, de Tebas, conseguiu finalmente expulsar os Hicsos do território. Os Faraós dessa época, muitos deles grandes guerreiros, ampliaram as fronteiras do império, estendendo-as muito além dos limites alcançados até aqueles dias.

A monarquiaegípcia, durante o novo império, perdeu os aspecto teocrático de épocas anteriores, tomando caráter militarista no governo de alguns faraós, como Tutmés III e Ramsés II.


http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2010/03/hatshepsut.jpg

Depois de Ramsés II Houve uma evidente decadência do poderio dos faraós, trazendo como resultado perdas do território egípiciopara povos vizinhos, além do aparecimento de governos de dinastias paralelas simultâneas em cidades egípias diferentes.

A descoberta da Matemática

No campo da matemática, os conhecimentos do egípcio limitavam se praticamente à aritmética. Alguns estudiosos exageram muito o grau de desenvolvimento alcançado por eles nessa ciência. No Egito antigo, eram conhecidas as operações de soma e de...
tracking img