Pierre simon de fermat (1601-1665)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1684 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pierre Simon de Fermat (1601-1665)
   

Pierre Simon de Fermat nasceu na França e estudou direito em Toulouse, ai participando do Parlamento. Embora muito ocupado, encontrou tempo para estudar Literatura Clássica, Ciências e Matemática, por puro prazer. Em 1629 iniciou suas descobertas matemáticas depois de ter-se dedicado à restauração de obras perdidas da Antiguidade. Baseando na coleçãomatemática de Papus (320 d.C.), descobriu o princípio fundamental da Geometria Analítica: Sempre que numa curva se encontram duas variáveis, os pontos que satisfazem a equação formam uma curva. Em curto tratado "Introdução aos lugares planos e sólidos”, dá ênfase ao esboço de soluções de equações, começando com uma equação linear e um sistema de coordenadas arbitrário sobre o qual esboçou. Comoapêndice dessa obra, escreve "A solução de problemas sólidos por meio de lugares", observando a solução de equações cúbicas e quadráticas. Os trabalhos de Fermat eram muito mais sistemáticos e didáticos do que os de Descartes e sua Geometria Analítica aproximam-se da atual. Em sua obra "Método para achar máximos e mínimos" aproxima-se bastante do nosso cálculo de hoje. Também seu método para mudar avariável e considerar valores vizinhos é essencial em Análise Infitesimal, usando-o para achar tangentes. Com a restauração do livro "A aritmética" de Diofante, Fermat passou a desenvolver um importante ramo da Matemática, a Teoria dos Números, onde principalmente cuidou dos números primos.

Sua matemática estava escrita em apontamentos desorganizados, em cartas em que ele não tinha intenção depublicar e em margens de livros. Escreveu na margem de seu exemplar de Diofante uma proposição:
Que para n um inteiro maior que dois, não há valores inteiros positivos x,y,z tais que xn + yn = zn e que tinha uma prova verdadeiramente maravilhosa mas que a margem era demasiadamente estreita para conte-la. A partir dai essa proposição ficou conhecida como “O grande Teorema de Fermat "ou” O Últimoteorema de Fermat " . Um enigma que desafiou as mentes dos maiores matemáticos nos últimos 358 anos e vindo a ser demonstrado somente em 1995 por Andrew Willes - professor de Princeton. Willes havia anunciado a demosntração em 1993, mas um erro o fez voltar às pesquisas por mais 14 meses. Pela demosntração Willes recebeu um prêmio de 50 mil libras da Fundação Wolfskehl.
Contribuições
Ascontribuições de Fermat para o cálculo geométrico e infinitesimal foram inestimáveis. Ele obtinha, com seus cálculos, a área de parábolas e hipérboles, determinava o centro de massa de vários corpos, etc. Em 1934, Louis Trenchard Moore descobriu uma nota de Isaac Newton dizendo que seu cálculo, antes tido como de invenção independente, fora baseado no “método de monsieur Fermat para estabelecer tangentes”. Foia primeira pessoa a enunciar o pequeno teorema de Fermat, embora a primeira pessoa a publicar a prova do teorema foi Euler em 1736 no artigo "Theorematum Quorundam ad Números Primos Spectantium Demonstratio".
[editar] Último Teorema de Fermat
Ver artigo principal: Último Teorema de Fermat
Contudo, o que mais interessava a Fermat, na verdade, era um ramo da Matemática chamado teoria dosnúmeros, que tem poucas aplicações práticas claras. É da teoria dos números seu famoso teorema, conhecido como Último Teorema de Fermat.
Este teorema tem um enunciado extremamente simples:

não existe para x, y, z inteiros e positivos e n inteiro, positivo e n> 2.
O teorema foi escrito nas margens do Aritmética de Diofante, seguido de uma frase: “Eu tenho uma demonstração realmente maravilhosa paraesta proposição, mas esta margem é muito estreita para contê-la”. Aliás, escrever nas margens dos livros era um costume de Fermat e foi graças ao seu filho mais velho, Clément-Samuel, que suas anotações não se perderam para sempre. Clément-Samuel, depois de passar cinco anos recolhendo cartas e anotações de seu pai, publica em 1670, em Toulouse, a Aritmética de Diofante contendo observações...
tracking img