Pi cristo rei

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 75 (18559 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Para estudo do Projeto Integrado, inicialmente foi escolhida uma empresa de transporte coletivo, Chipon Chipon Daleadone S.A. (Viação Cristo Rei), que é uma empresa familiar, localizada no bairro Cristo Rei, fundada em 1957, permissionária da URBS e opera com 52 linhas, representando aproximadamente 19% do total das linhas existentes no Sistema de Transporte Coletivo, sendo elasUrbana e Metropolitana.
Com o desenvolvimento da pesquisa dentro da empresa, percebeu-se que se tratava de prestação de serviço público. Com isto, surgiu à curiosidade em estudar mais profundamente o Transporte Coletivo de Curitiba, passando o foco do trabalho para um caráter social, constituindo assim um trabalho mesclado, com análises ligadas a empresa objeto de estudo Cristo Rei e a URBS,que gerencia os serviços por deter a concessão de Transporte Coletivo Urbano de Curitiba.






























2. HISTÓRICO DO TRANSPORTE COLETIVO



A história do transporte coletivo começou há 121 anos atrás, em 1887, com o primeiro bonde puxado por animais que circulavam em Curitiba. Em 1912 passaram a circular os primeiros veículoselétricos que eram abertos; com a chegada dos bondes fechados se iniciou um novo ciclo na história local dos transportes.
Quando a South Brazilian, em 1928, deram lugar à Companhia Força e Luz do Paraná, é que se colocaram em circulação os primeiros ônibus, que concorriam com os bondes, mesmo cobrando tarifas mais elevada. Em 1950, Aurélio Fressato, que já operava linhas de ônibus desde 1936,ganhou a concorrência pública para exploração do serviço de transporte coletivo, sua empresa a Companhia Curitibana de Transporte Coletivo faliu em 1952, depois de ajustar as tarifas em 100% no ano anterior. Em 1951 também saíram de circulação os últimos bondes, dando lugar às auto lotações.
A grande revolução no setor ocorreu quando o município em 1955 estabeleceu concessões com 13empresas. Nesta época a cidade era atendida por 50 ônibus e 80 lotações, quando o Plano Diretor de Transporte de Curitiba foi considerado um dos mais perfeitos do mundo.


2.1 Cronologia do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus


A PRIMEIRA LINHA
Em 1928 a Companhia de Força e Luz inicia a operação das primeiras linhas de ônibus urbano na cidade, com frota de 15 jardineirascom os seguintes trajetos:
Rua XV Vicente Machado
Rua XV Batel
Marechal Floriano Cemitério
Praça Zacarias Água Verde
Praça Tiradentes Juvevê
Praça Tiradentes Colônia Argentina


1935
Início da operação dos novos ônibus da Companhia de Força e Luz.


1955
No dia 14 de outubro, através da Lei 1.135, o poder executivo éautorizado a abrir concorrência pública para a construção e exploração de uma Estação Rodoviária em Curitiba.
No dia 9 de maio, através da Lei 1.266, o poder executivo é autorizado a construir a “Estação Rodoviária na Praça Senador Correia."


1960
O sistema de ônibus municipal contava com 56 linhas, que transportavam uma média de 143 mil passageiros/dia.


OS PRIMÓRDIOSDA REDE INTEGRADA DE TRANSPORTES


1964
O Plano Agache, desenvolvido nos anos 40, já não atendia às necessidades de desenvolvimento de Curitiba, pois havia a necessidade de se monitorar o crescimento da cidade. A população crescia rapidamente e não havia organização adequada das funções do uso do solo urbano.
A Prefeitura lança uma concorrência pública para elaboração doPlano Preliminar de Urbanismo,


1965
Em abril, 4 meses após a assinatura do contrato, o consórcio Serete/Wilheim apresenta o Plano Preliminar de Urbanismo de Curitiba, com as seguintes características:
- Crescimento linear de um centro servido por vias tangenciais de vias rápidas;
- Nova Hierarquização Viária
- Desenvolvimento preferencial da cidade na direção...
tracking img