Pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1304 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETO DE PESQUISA



















Gilvan Mesquita de Oliveira Junior
















Álcool e Drogas no Trabalho: Como eliminar este mal
















São Paulo, Junho 2010
FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS COSTA BRAGA

CURSO DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO













Álcool e Drogas no Trabalho:Como eliminar este mal
















Projeto de pesquisa apresentado à disciplina Metodológica e Técnicas de Pesquisa como requisito parcial para a conclusão dessa disciplina do curso de Administração de Empresas e Ciências Contábeis sob orientação da Professora Mestra Graziella Bernardi Zóboli.







São Paulo, Junho 2010O trabalho espanta três males: o vicio, a pobreza e o tédio.
Voltaire – Filósofo Francês
















ÍndiceINTRODUÇÃO.....................................................................................................1





DEFINIÇÃO E DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA.................................................2





JUSTIFICATIVA...................................................................................................3





METODOLOGIA..................................................................................................4BIBLIOGRAFIA....................................................................................................5






















Introdução



ÁLCOOL E DROGAS NO TRABALHO “Hoje é segunda-feira e o colega de departamento, que senta ao lado de sua mesa faltou ao trabalho. Ele, aliás, não trabalhou em muitas segundas-feiras do ano que ora termina. Ninguém entende como o colega, com mulher e lindos filhosconsegue ser tão irresponsável”. Essa pequena ilustração nos ajuda a introduzir um dos grandes problemas que ameaçam a instabilidade econômica do nosso país: a questão do uso e consumo de bebidas alcoólicas e drogas em geral, antes, durante e depois do ambiente de trabalho. A cada dia que passa tem se comprovado que o consumo de álcool e drogas tem afetado a vida de boa parte dos 82 milhões detrabalhadores brasileiros. As empresas também tem tido prejuízos enormes. Segundo cálculos do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), o Brasil perde por ano US$ 19 bilhões de absenteísmo, acidentes e enfermidades causadas pelo uso do álcool e outras drogas. Estatísticas recentes apontam o Brasil entre os cinco primeiros do mundo em número de acidentes no trabalho. São em média 500 mil porano e 4 mil deles resultam em mortes. Os setores em que mais ocorrem são: construção civil, indústrias metal-mecânica, eletro-eletrônica, moveleiras e madereiras. Independente das razões que levam ao alcoolismo ou a dependência de drogas, este é um problema que deve ser enfrentado para que os trabalhadores, familiares e empresas ganhem em qualidade e produtividade. O uso de drogas no local detrabalho é um problema mundial de saúde pública. E, portanto, deve ser tratado sem discriminação, recomenda a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Dados levantados pela OIT indicam que 20% a 25% dos acidentes de trabalho no mundo envolvem pessoas intoxicadas que se machucam a si mesmas e a outros. No âmbito das relações de emprego, a intoxicação habitual faz com que o trabalhador se mantenhaem atividade, enquanto pode, por mera obrigação. Passada a fase de euforia e da desinibição, vem a fase da dependência, cuja tendência é se agravar a ponto de dominar totalmente o organismo humano. O uso periódico e prolongado reduz a capacidade para o trabalho na medida em que afeta o raciocínio, a concentração, etc., alterando sobremaneira o comportamento do trabalhador relativamente à sua...
tracking img