Pesquisa de campo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1505 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo:
Baseado na experiência profissional com a sua loja de vestuário infantil na cidade de Jundiaí que atua no mercado a 7 anos sentiu a necessidade de conhecer com mais profundidade seu público-alvo.
Fazendo-se um estudo de caso para melhorar e analisar o perfil e as preferencias das meninas de 4 a 8 anos.
Introdução:
Analisando a preferencia do público-alvo por roupas infantisfemininas da faixa etária de 4 a 8 anos, visando a necessidade por roupas confortáveis e práticas, sendo muito procurado roupa para o cotidiano e adquirindo modelos que agradem tanto as mães como as suas filhas.
Utilizando então uma pesquisa de campo para realmente compreender a necessidade e a vontade do consumidor.

Pesquisa de campo:
De modo geral, durante a realização de uma pesquisa algumasquestões são
colocadas de forma bem imediata, enquanto outras vão aparecendo no decorrer
do trabalho de campo. A necessidade de dar conta dessas questões para poder
encerrar as etapas da pesquisa freqüentemente nos leva a um trabalho de reflexão
em torno dos problemas enfrentados, erros cometidos, escolhas feitas e dificuldades
descobertas.
Este trabalho surgiu da necessidade de partilharalgumas informações e reflexões
acerca do recurso à pesquisa qualitativa que, apesar das dificuldades
que impõe, revela-se sempre um empreendimento profundamente instigante, agradável
e desafiador.
De um modo geral, pesquisas de cunho qualitativo exigem a realização de
entrevistas, quase sempre longas e semiestruturadas. Nesses casos, a definição de
critérios segundo os quais serão selecionadosos sujeitos que vão compor o universo
de investigação é algo primordial, pois interfere diretamente na qualidade das
informações a partir das quais será possível construir a análise e chegar à compreensão
mais ampla do problema delineado. A descrição e delimitação da população
base, ou seja, dos sujeitos a serem entrevistados, assim como o seu grau de
representatividade no grupo social emestudo, constituem um problema a ser imediatamente
enfrentado, já que se trata do solo sobre o qual grande parte do trabalho
de campo será assentado.
A pesquisa que gerou as reflexões trazidas neste trabalho (Duarte, 2000),
tinha como objeto de estudo o de caso na preferencia de roupas feminas infantils,
e, nesse caso, a escolha dos entrevistados esteve vinculada à necessidade decompreender o referencial simbólico, as preferencias e as práticas daquele universo
cultural específico.
Dificuldade encontrada de delimitar seu universo de estudo e buscar uma
definição, mesmo que provisória.
Numa metodologia de base qualitativa o número de sujeitos que virão a
compor o quadro das entrevistas dificilmente pode ser determinado a priori –
tudo depende da qualidade das informaçõesobtidas em cada depoimento, assim
como da profundidade e do grau de recorrência e divergência destas informações. Enquanto estiverem aparecendo “dados” originais ou pistas que possam
indicar novas perspectivas à investigação as entrevistas precisam continuar
sendo feitas.
À medida que se colhem os depoimentos, vão sendo levantadas e organizadas
as informações relativas ao objeto da investigaçãoe, dependendo do volume e
da qualidade delas, o material de análise torna-se cada vez mais consistente e denso.
Quando já é possível identificar padrões simbólicos, práticas, sistemas
classificatórios, categorias de análise da realidade e visões de mundo do universo
em questão, e as recorrências atingem o que se convencionou chamar de “ponto
de saturação”, dá-se por finalizado o trabalho decampo, sabendo que se pode (e
deve) voltar para esclarecimentos.
No que diz respeito ao número de pessoas entrevistadas, o procedimento
que se tem mostrado mais adequado é o de ir realizando entrevistas (a prática
tem indicado um mínimo de 20, mas isso varia em razão do objeto e do universo
de investigação), até que o material obtido permita uma análise mais ou menos
densa das relações...
tracking img