Pesquisa clinica em oncologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 66 (16355 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PESQUISA CLÍNICA EM ONCOLOGIA: UMA NOVA ÁREA DE ATUAÇÃO PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE








Monografia apresentada ao curso de Pós Graduação da Universidade de Ribeirão Preto para obtenção do Título de Especialista em Oncologia.


Orientadora: Profª. Dra. Roberta H. E. Andrade DantasRibeirão Preto
2009





PESQUISA CLÍNICA NO BRASIL: UMA NOVA ÁREA DE ATUAÇÃO PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE




Monografia apresentada ao curso de Pós Graduação da Universidade de Ribeirão Preto para obtenção do Título de Especialista em Oncologia.



Aprovada em: _______/_____/_______






Banca ExaminadoraProfª. Dra. Carmen Silvia Gabriel Rotta - Orientadora
Universidade de Ribeirão Preto






Profª.Dra. Mara Rúbia Ignácio de Freitas
Universidade de Ribeirão Preto






Profª. Me. Roberta Helena Elias Andrade Dantas
Universidade de Ribeirão Preto













RibeirãoPreto

2009

1 Resumo


2


3


4 PESQUISA CLÍNICA NO BRASIL: UMA NOVA ÁREA DE ATUAÇÃO PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE


Pesquisa clínica pode ser definida como sendo um estudo sistemático que segue métodos científicos aplicáveis aos seres humanos, denominados “voluntários” ou “sujeitos de pesquisa”, sadios ou enfermos, de acordo com a fase da pesquisa. Quando realizada commedicamentos, tem como objetivo básico verificar os efeitos, segurança e tolerância, relacionar os efeitos adversos, além de analisar a absorção, distribuição, metabolismo e excreção dos princípios ativos, a fim de que se estabeleçam a eficácia e a segurança do produto investigacional ( LOUSANA, 2002).
É considerada como o último passo num longo processo que começa com testes de laboratório –in vitro e testes em animais. A pesquisa clínica tenta responder específicas questões científicas para descobrir a melhor maneira de prevenir, detectar ou tratar doenças ou ainda melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Em pesquisas oncológicas, a finalidade é verificar como uma promissora droga, um novo procedimento cirúrgico, um novo teste diagnóstico para prevenção do câncer podem beneficiaras pessoas envolvidas (NCI, 2001).
Esta é uma área de atuação relativamente nova no Brasil com crescente interesse tanto por parte de pesquisadores inseridos nas instituições acadêmicas universitárias como por parte da iniciativa privada, principalmente das indústrias farmacêuticas que vêm desenvolvendo novos fármacos (LOUSANA, 2002).
Cerca de 500.000 brasileiros já participaram ouparticipam de pesquisas clínicas na área médica (MOTTI, 2005). Apesar disso, ainda hoje é generalizada a idéia de que quem participa dessas pesquisas serve como “cobaia”. Esta concepção distorcida, que associa a participação de um indivíduo em um estudo clínico ao uso de cobaias de laboratório, tem sua origem em fatos históricos marcantes e, muitas vezes, assustadores. Os exemplos mais clássicossão os experimentos realizados nos campos de concentração, chamados “laboratórios do inferno”.
Após a implementação de uma série de resoluções para condução de pesquisas com seres humanos, os pesquisadores perceberam que se fazia necessário a estruturação física das instituições onde se conduziam as pesquisas – Centros de Pesquisas, bem como o treinamento de uma equipe multiprofissional.O Brasil tem sido local importante para o desenvolvimento da pesquisa, devido à diversidade genética existente, à existência de uma legislação própria para a pesquisa clínica e à qualificação crescente de todo profissional envolvido na pesquisa. Isso faz com que o Brasil seja um alvo cada vez mais atraente para a indústria farmacêutica que tem, entre outros, o objetivo de aprimorar e ampliar...
tracking img