Perpetiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1.Índice
Índice ……………………………………….…………………………………………………………………………… pág. 1
Introdução …………………………………………………………………………………………………………….. pág. 2
Perspectiva “Ilusão da Profundidade” ……………………………..……………………………………… pág.3
Conclusão ……………………………………………………………………………………………….…………….. pág.9
Bibliografia ……………………………………………………………………..…………………………………… pág.10

2.Introdução
Define-se a perspectiva como a projecção numasuperfície bidimensional de uma determinada figura tridimensional. Para ser representada na forma de um desenho (conjunto de linhas, formas e superfícies) devem ser aplicados mecanismos gráficos estudados pela geometria, os quais permitem uma reprodução precisa ou analítica da realidade espacial.
A perspectiva manifesta-se especialmente na percepção visual do ser humano. Tal fenómeno faz com que oindivíduo perceba, por exemplo, duas linhas paralelas, que dele se afastam, como rectas concorrentes. Esta é apenas uma das formas como a perspectiva, enquanto manifestação gráfica, pode ocorrer (a retina humana faz o papel do "plano de projecção" onde a perspectiva é projectada: matematicamente existem outras formas, não percebidas pelo ser humano, de como os objectos tridimensionais podem serrepresentados).
Ainda que a perspectiva seja um dos principais campos de estudo da geometria, o seu estudo é bastante antigo. Os povos gregos já possuíam alguma noção do fenómeno perspectivo, denominando-o como "escorço", sem contudo terem chegado a um processo geométrico satisfatório. Durante o período medieval, não só a técnica representativa da perspectiva se perdeu, mas também a visão de mundodos indivíduos alterou-se, de forma que grande parte do conhecimento teórico a respeito do assunto se perdeu. Foi durante o período do Renascimento que a perspectiva foi profundamente estudada e desenvolvida.
3.Perspectiva “A ilusão da Profundidade”
A percepção pelo homem de que seria possível representar em planos bidimensionais realidades tridimensionais ocorre paralelamente á própria Históriada Arte ocidental e à história do desenho.
Antes do surgimento da perspectiva, as pinturas e desenhos normalmente utilizavam uma escala para objectos e personagens de acordo com seu valor espiritual ou temático: numa pintura egípcia, por exemplo, o faraó fatalmente era representado em tamanho várias vezes maior que o de seus súbditos. Especialmente na arte medieval, a arte era entendida como umconjunto de símbolos, mais do que como um conjunto coerente. O único método utilizado para se representar a distância entre objectos era pela sobreposição de personagens. Esta sobreposição, apenas, criava desenhos pobres de temas arquitectónicos, de tal forma que o desenho de cidades medievais constituía-se, nestas representações, como um emaranhado de linhas em todas as direcções e de formaincoerente.
Cabe notar, também, que se por um lado a perspectiva foi apenas plenamente desenvolvida com os estudos do Renascimento, em um primeiro momento, e com a geometria descritiva no século XVIII, por outro lado já na arte grega encontram-se esforços de aproximação à sua problemática. Entre todos os povos cujas manifestações artísticas podem ser consideradas pré-perspécticas, os gregos (e osromanos, em evolução à arte grega) são aqueles que mais próximo chegaram da perspectiva: nas suas pinturas eles adoptavam um método conhecido como escorço (que poderia ser definido como uma falsa perspectiva). Os gregos não conheciam o ponto de fuga, mas o escorço produzia resultados próximos do da perspectiva e com razoável ilusão de profundidade.

Ilustração da tradução em Francês antigo daHistoire d'Outremer de Guillaume de Tyr, c. 1200-1300. As linhas em cada lado do templo deveriam, quando paralelas, encontrar-se em algum ponto. Elas não o fazem.

A base óptica da perspectiva foi definida no ano 1000, quando o matemático e filósofo árabe Alhazen, na sua obra Perspectiva, pela primeira vez demonstrou que a luz projeta-se em forma cônica no olho humano. Isto era, teoricamente,...
tracking img