Periodos literarios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1256 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Períodos Literários
Os períodos literários, também chamados de escolas, correntes ou movimentos, representam fases histórico-culturais nas quais alguns valores estéticos e ideológicos revertem-se na criação de obras com certa proximidade no que se refere ao estilo e à visão de mundo dos autores envolvidos. Não são a mesma coisa que estilo de época, pois possuem uma abrangência maior, envolvendodeterminadas circunstâncias tais como condições do meio, influências filosóficas e políticas, entre outras.
Trovadorismo: É o primeiro movimento literário da língua portuguesa. Seu surgimento ocorreu no mesmo período em que Portugal começou a despontar como nação independente, no século XII; porém, as suas origens deram-se na Occitânia, de onde se espalhou por praticamente toda a Europa. Apesardisso, a lírica medieval galaico-português possuiu características próprias, uma grande produtividade e um número considerável de autores conservados.

A cantiga de amor: Eu lírico masculino, assunto principal é o sofrimento amoroso do eu-lírico perante uma mulher idealizada e distante, amor cortês, amor impossível, vassalagem amorosa onde o eu lírico usa o pronome de tratamento “senhora.”A cantiga de amigo: Eu lírico feminino, presença de paralelismo, predomínio da musicalidade, o assunto principal é o lamento da moça cujo namorado partiu, amor natural e espontâneo, amor possível, Deus é o elemento mais importante do poema, pouca subjetividade. Cantiga de maldizer: Crítica diretaem que geralmente a pessoa é identificada, linguagem agressiva por vezes obcena, zombaria. Cantiga de escárnio: Crítica indireta em que normalmente a pessoa satirizada não é identificada, linguagem trabalhada, cheia de sutilezas;trocadilho;ambiguidades.Trovadores: Ironia, Afonso Sanches, Aires Corpancho, Aires Nunes



Humanismo: O humanismo foi uma época de transição entre a Idade Média e o Renascimento.Como o próprio nome já diz, o ser humano passou a ser valorizado. Foi nessa época que surgiu uma nova classe social: a burguesia. Os burgueses não eram nem servos e nem comerciantes.Com o aparecimento desta nova classe socialforam aparecendo as cidades e muitos homens que moravam no campo se mudaram para morar nestas cidades, como conseqüência o regime feudal de servidão desapareceu. A religião começou a decair (mas não desapareceu) e o teocentrismo deu lugar ao antropocentrismo, ou seja, o homem passou a ser o centro de tudo e não mais Deus.Os artistas começaram a dar mais valor às emoções humanas. Aqui pode-se destacar o teatro de Gil Vicente e sua obra:O Auto da Barca do Inferno


Classicismo: O marco inicial do Classicismo português é em 1527, quando se dá o retorno do escritor Sá de Miranda de uma viagem feita à Itália, de onde trouxe as idéias derenovação literária e as novas formas de composição poética, como o soneto. O período encerra em 1580, ano da morte de Luís Vaz de Camões e do domínio espanhol sobre Portugal. O Classicismo foi conseqüência do Renascimento, importante movimento de renovação científica e cultural ocorrido na Europa que marca o nascimento da Idade Moderna.Luís de Camões (1525?-1580): Em 1553, foi embarcar dessa vez para as Índias, onde participou de várias expedições militares.
Em 1572, Camões publica Os Lusíadas, poema que celebrava os recentes feitos marítimos e guerreiros de Portugal. A obra fez tanto sucesso que o escritor recebeu do rei D. Sebastião uma pensão anual – que mesmo assim não o livrou da...
tracking img