Penso, logo existo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (371 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Descartes pretende solidificar o conhecimento humano em bases sólidas e seguras, se assim relacionarmos com os fundamentos de conhecimentos da era medieval. Para isso, questionou e colocou em dúvidatudo aquilo que é aceito como correto e verdadeiro, utilizando assim do ceticismo como método, sem assumir uma posição cética, diferentemente de Montaigne. Este visa apenas o abalo das certezas, porisso se satisfaz apenas com as dúvidas, sem necessitar dos ajustes dados por Descartes.
Sendo assim, levando a dúvida até suas últimas conseqüências, percebe-se que pode duvidar de tudo, menos de queduvida. E como ser capaz de duvidar, entende-se como um ser que é capaz de pensar, pois a dúvida é um exercício do pensamento. Ao mesmo tempo, conclui que ao chegar nesse ponto, a dúvida atingiu seulimite, definindo então que só posso permanecer em dúvida, se não a levo até a raiz, que é si própria. Desta forma então, podemos afirmar que o limite da dúvida é a descoberta do pensamento.Entende-se então o seguinte: tendo invalidado todos os julgamentos à respeito do valor de todas as coisas, é impossível considerar como verdade ou realidade qualquer coisa a qual penso, já que os sentidos sãodúbios e nos enganam. E não se pode confiar em algo que já nos enganou uma vez. Entretanto, ao agir desta forma, duvidando de tudo aquilo julgado como correto e verdadeiro por seus sentidos,percebeu-se estar no exercício do pensamento, afirmando-se como tal ao exercer da sua capacidade de duvidar. Exposto então esse fato, Descartes conclui que não pode duvidar se não existir, e que, então, suaexistência como um ser duvidador, é absolutamente certa e indubitável. E não há nada que o possa enganar do contrário, já que não pode ser enganado se não existe. Duvidar ou enganar são atividades dopensamento, no momento em que duvida de algo, está pensando, portanto existe como ser pensante, mas não como matéria. E,portanto, sua existência também é certa e indubitável. Então chegou Descartes à...
tracking img