Pensadores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1500 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pensamento a Sociedade
Karl Marx
Karl Marx nasceu na primavera de 1818 na cidade Prussiana de Tréyris. Foi leitor assíduo de Kant e de Fichte. Era um romântico, sobretudo em seus primórdios.
Muito cedo ligou-se aos hegelianos de esquerda. Sua tese doutoral versou sobre um tema filosófico; defendeu – a em 1841.
Marx afirma que é a estrutura social que mantém o Estado, Marx denunciavaexatamente todo Estado como “alienação”. Durante a primeira etapa Marx não teria sido mais do que um ideólogo, ainda que tratasse de um ideólogo, das esquerda.
Entre 1840 e 1842 Marx teria professado um humanismo racionalista - liberal inspirado em Kant e em Fichte. JÁ de 1842 e 1845 teria passado a um humanismo comunitário influenciado por Feuerbach. O pensamento de Marx não avalia fenômeno capitalistadesde um saber transcendente, um ideal ou uma moral, por exemplo, limitando –se unicamente esta é , ao menos sua pretensão a mostrar de que maneira e através de que causa o capitalismo apareceu, destacando, ao mesmo tempo, quais são suas possibilidades atuais e qual é o fim que o aguarda, que não é senão seu irremediável desaparecimento. O “materialismo” histórico constitui engrenagem que demonstraporque a historia seguiu o curso o curso que seguiu.
Marx, que fora hegeliano, segundo a opinião de Hippolyte reformulou seu pensamento de 1840 - 1847. Esta “metánoia “ traduziu – se no “meterialismo histórico” que é uma forma particular de dialética.
Marx estuda o pensamento materialista numa abra datada de 1845 e cujo título é “A Sagrada Família” contra o “materialismo mecanicista” instala –se no materialismo dialético. O materialismo mecanicista é do corte metafísico, e deve ser entendido desde a distinção cartesiana entre o “ res cogitans” e a extensa enquanto que o dialético é um materialismo antimetafísico de raiz britânica, cujo precursor, Duns Scoto, chega a se perguntar “ acaso a matéria não podia pensar?
Segundo Marx, O materialismo não é algo objetivo, contemplável por umsujeito. O monismo materialista de Marx é dialético, sujeito e objeto foram uma unidade contraditória. De 1843 - 1589, Karl Marx faz analise critica do hegelianismo para desembocar no “ materialismo dialético”.
Marx se mostrou duro com a dialética hegeliana ate 1858, ano em que volta a aceita-la de alguma forma. Tanto a ideologia alemã quanto miséria da filosofia, para citar apenas duas obrasmais conhecidas, contem expressões de desprezo á lógica de Hegel.
Durante oito anos 1840 - 1848 Marx submeteu – se a uma luta interna polarizada entre o “ideal’ e o ‘real”. Foi o momento em que se desvencilhava do legado hegeliano e apontava na direção de um empirismo logo superado. Foi o tempo transcorrido entre os primeiro trabalho sobre a filosofia do direto de Hegel e a publicação do manifestocomunista. Para Marx idéia é também um produto do processo histórico.
O homem tem necessidade de satisfazer suas ergências biológicas, assaltando, por isso, a natureza circundante. Assim começa a historia, realisticamente, materialmente.
Desde 1845 Marx demonstra verdadeira veneração pelo materialismo histórico; culto pessoal este que só terminaria no dia da sua morte. No discurso que seu amigoEngels pronunciou ante o túmulo de Marx recordou – se precisamente este objeto de veneração de Marx, dizendo que: da mesma forma como Darwin descobriu as leis da evolução da natureza orgânica, Marx descobriu as historia humana.
Para Marx, a base real de tudo quanto existia – se e existe historia é base material da sociedade. E essa base, ou infra – estrutura, é a que vamos analisar.
Homem surgeno momento em que um ser se defronta com a natureza, dando , com isto origem á técnica uma lasca de pedra, por exemplo, originando deste modo as forças produtivas. A relação dinâmica e bilateral “home - natureza” constitui o ponto de partida de toda a engrenagem sócio histórica. O conjunto de “forças e de relações” é chamado por Marx de base real da sociedade.
Marx é materialista porque...
tracking img